Indicadores de RH: saiba quais KPIs utilizar na Gestão de Pessoas

Os indicadores de desempenho ou KPI são fundamentais para planejamentos e tomada de decisões conscientes. Entenda quais podem ser mensurados pelo RH da sua empresa.

Indicadores rh kpi gestão de pessoas

Uma empresa só se mantém com resultados e, por isso, é imprescindível calcular os índices de cada setor e área.

Isso porque a relação dos objetivos traçados com os objetivos alcançados deve ser analisada com frequência, para garantir o seu equilíbrio.

Para isso, os KPIs (Key Performance Indicators), também chamados de Indicadores de Desempenho ou de performance, são essenciais.

A partir deles, pode-se mensurar os dados importantes para uma gestão empresarial de sucesso.

Para quem não está familiarizado com o termo, os KPIs são os dados gerados a partir da métrica entre os resultados obtidos e as metas pré-estabelecidas. Trata-se, portanto, de números que representam a situação da empresa, servindo de norte aos gestores, diariamente.

As vantagens de analisar os Indicadores de Performance

O RH que não acompanha os indicadores do seu setor, talvez ainda não conheça as vantagens da prática. Veja os motivos para calcular os KPIs.

Prever situações

As métricas são grandes aliadas para prever situações de riscos e, também, para visualizar oportunidades.

Com elas, é possível perceber a situação da empresa e quais medidas devem ser tomadas a curto e longo prazo.

Alcançar metas

Com dados coletados atualizados e reais, fica mais fácil analisar o processo de cumprimento das metas e, assim, realizar intervenções necessárias para que elas sejam alcançadas.

Essas análises também facilitam a criação de novas metas, já que trazem dados da performance dos colaboradores e da produtividade da empresa.

Conhecimento aprofundado do negócio

Os KPIs trazem informações relevantes do conhecimento profundo da empresa. Nem sempre estamos certos em nossas impressões e, exatamente por isso, ou seja, para lidar com a realidade, obter os dados numéricos é essencial.

Produtividade e motivação

Uma gestão empresarial adequada, baseada em números, torna-se mais eficiente, o que pode motivar a equipe com o trabalho organizado.

Além disso, a gestão de indicadores de desempenho traz a possibilidade de dar feedbacks atualizados aos colaboradores, mostrando como eles estão em relação às metas, se estão no caminho certo ou se devem aperfeiçoar o trabalho, o que pode atingir, diretamente, a produtividade da empresa.

8 KPIs de RH para aplicar na sua empresa

1.  Avaliação de Desempenho

Um sistema de avaliação de desempenho é essencial para manter a produtividade dos funcionários.

Mensurar os dados de desempenho da equipe ajudará nas tomadas de decisões conscientes, em questões como: quais benefícios podem ser oferecidos na empresa ou qual colaborador deve ser promovido.

Por isso, esse é um dado muito importante e que deve ser medido. No entanto, é um cálculo mais complicado de ser feito, por não ser tão objetivo.

Para essa métrica, é necessário que se tenha, primeiro, os objetivos da equipe bem esclarecidos. Depois, deve-se comparar os resultados obtidos com o estabelecido na meta.

2.  Índice de Turnover ou rotatividade

Se uma empresa está com um número muito alto de demissões, certamente há algo errado, que precisa ser analisado.

Ter um índice de rotatividade alto, além de indicar problemas internos, pode manchar a imagem e a reputação da empresa.

Nesse caso, é imprescindível que o RH calcule o índice de turnover da empresa periodicamente, para garantir que esses números não cresçam, corrigindo os problemas necessários, com base nos dados gerados.

Entenda como fazer esse cálculo, com os seus números:

Cálculo índice turnover
Faça a somatória dos colaboradores admitidos + os demitidos e divida-a por 2, gerando uma média. Depois, divida esse resultado pelo total de colaboradores. Ao final, multiplique por 100 e obtenha o seu resultado.

3.  Satisfação dos Funcionários

Esse é um índice subjetivo e um pouco mais complicado de medir, porém é essencial para empresa.

Saber se os colaboradores estão satisfeitos é importante para manter a equipe motivada e produtiva.

Uma dica para mensurar esse dado, é fazer enquetes anônimas para os funcionários, como as pesquisas de clima organizacional.

Além disso, pode ser analisado pela relação entre o trabalho exercido e o salário, o ambiente de trabalho e os benefícios corporativos.

4.  Indicadores de Produtividade

Esse índice mede a produção com base nos recursos utilizados, que vão desde os materiais até o tempo gasto na tarefa.

Assim, com os principais indicadores de produtividade em mãos, é possível identificar quais funcionários ou equipes conseguem ser mais produtivas, e como é possível aumentar a produtividade em outros setores.

Cálculo índice de produtividade
Para conseguir o seu próprio índice de produtividade, divida o resultado gerado pelo valor dos recursos investidos nessa produção. Ao final, multiplique o resultado obtido por 100.

5.  Índice de Qualidade

Manter um alto índice de produtividade é fundamental. Contudo, é preciso garantir que essa produção seja de qualidade.

Por isso, lembre-se de medir, também, o índice de qualidade da empresa.

Cálculo índice de qualidade
Para conhecer o seu índice de qualidade, divida o número da produção que está adequada e pronta para a venda sobre a quantidade de produtos no dia (ou mês, se preferir). Ao final, multiplique por 100.

6.  Custo de Pessoal sobre a receita bruta

Esse indicador é importante para mensurar o quanto é investido em capital humano, dentro da empresa.

Ele deve ser calculado em relação à renda bruta, isto é, tudo aquilo que a organização produz, sem os descontos.

É indicado que seja calculado com base apenas no salário dos funcionários, mas nada impede que seja feito com base, também, nos benefícios concedidos.

Assim, pode-se conseguir três dados:

  • Custo de pessoal com benefícios;
  • apenas custo de pessoal; ou
  • apenas índice de benefícios sobre a receita.
Este cálculo é realizado como uma razão, que irá resultar num percentual, por isso dizemos que é um índice. Basta dividir o total da folha de pagamento pela receita bruta e, ao final, multiplicar o resultado por 100.

7.  Proporção de RH por colaborador

A sobrecarga de trabalho é um problema em qualquer setor. Sabendo disso, é importante calcular o índice de empregados por cada membro do RH, para analisar se o número de membros no time de RH está coerente com a quantidade de funcionários que eles precisam administrar, ou se é necessário ampliar a equipe de Recursos Humanos.

Observe, na imagem, a fórmula correta e faça seus cálculos e análises:

Proporção de RH por colaborador
O resultado desta conta será a porcentagem de funcionários de RH em relação ao total de colaboradores da empresa. Para isso, divida o número de membros do RH pelo total de funcionários da empresa e, por fim, multiplique o resultado por 100.

8.  Indicador de Absenteísmo

A palavra pode parecer em outro idioma, mas tem como sinônimo a palavra "ausência". Esse indicador mede, portanto, a ausência dos trabalhadores no dia a dia, e é fundamental para a produtividade da empresa.

Com essa métrica, é possível analisar os motivos e justificativas de faltas, conforme o art. 473, da CLT, para perceber problemas na empresa, como:

  • falhas na integração;
  • problemas de relacionamento;
  • sobrecarga de trabalho;
  • insatisfação dos funcionários; entre outros.

Entenda como calcular:

Indicador de absenteísmo ou ausência
Entenda, com este cálculo, o percentual de horas perdidas na produção, por causa da ausência dos funcionários. A conta é simples, como na imagem: divida o total de horas perdidas pela soma das horas trabalhadas + horas perdidas e, ao final, multiplique por 100.

Como definir os KPI

  ➡  tenha objetivos claros;
  ➡  estude os indicadores de desempenho;
  ➡  entenda a importância das métricas;
  ➡  calcule o que realmente importa;
  ➡  comece pelo que é mais urgente;
  ➡  tenha calma: se você ainda não mensura os KPI, comece devagar. Não tenha pressa. Acrescente uma métrica de cada vez, pois é melhor fazer menos, mas fazer com qualidade.

Lembre-se: essa tarefa não precisa ser maçante e burocrática, você pode contar com a ajuda de um software e, até mesmo, aplicá-la de forma dinâmica e interativa utilizando a gamificação, por exemplo.

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário