Exemplos de como aplicar a gamificação na empresa

A gamificação é uma forma de engajar e motivar os funcionários. Veja exemplos de como é possível aplicar essa técnica na sua empresa.

Gamificação exemplos aplicar empresa.

A tecnologia tem nos proporcionado cada vez mais formas de interação social e, com isso, vários negócios estão se reinventando a partir dela. Um exemplo disso é o uso da gamificação nas empresas para engajar as equipes ou, até mesmo, o público.

Para quem ainda não está familiarizado com o termo, a gamificação (ou gamification) é uma técnica que faz uso da psicologia dos jogos para motivar o empenho de um indivíduo na realização de uma tarefa ou ação. Pode ser utilizada nos estudos, nos esportes, no trabalho e até mesmo nas vendas.

Como funciona a Gamificação?

A ideia funciona a partir dos elementos dos jogos, com pontuações, missões e conquistas, porém, voltados às tarefas cotidianas. As empresas têm utilizado essa estratégia para estimular o empenho da sua equipe na realização das atividades do trabalho ou mesmo para fidelizar clientes e consolidar a sua marca.

Normalmente, essa técnica envolve algum tipo de pontuação, que posteriormente pode ser útil para o “jogador”, além dos outros elementos engajadores presentes nos jogos que convencem os usuários a completarem missões.

Como a Gamificação é aplicada?

Quando é aplicada nas empresas para engajar equipes, pode ser feita por um programa de gestão de desempenho que acompanhe o trabalho do grupo, mostrando o desenvolvimento dos colaboradores nas suas metas, dando a eles feedbacks em tempo real e premiações pelos objetivos alcançados.

Basicamente, na gamificação, o usuário tem uma meta a cumprir e, ao alcançá-la, recebe alguma bonificação. Além disso, o processo deve ser divertido, pois parte dos princípios competitivos e estimuladores dos jogos. Também, importante ressaltar, que ela deve partir de um objetivo.

Essa técnica pode ser feita por meio de um aplicativo ou plataforma online, de forma lúdica e prática para o uso. Assim, os envolvidos conseguem acompanhar seu desempenho por smartphone, tablet ou computador.

Quais os benefícios para a empresa?

  • Funcionários engajados, motivados e mais satisfeitos com as suas conquistas, gerando retenção de talentos;
  • Metas mais claras para os colaboradores, além da possibilidade de acompanhar seu desempenho e saber como melhorá-lo;
  • Controle e organização das atividades realizadas;
  • Competição saudável e descontração para o ambiente de trabalho.

3 Exemplos de Gamificação para empresas

A gamificação na empresa depende de qual o objetivo e a necessidade do momento. Veja 3 exemplos de gamificação para diferentes objetivos:

1. Gestão de desempenho

Se objetivo for melhorar a produtividade dos colaboradores, pode ser aplicado um programa de pontos e recompensas para aqueles que cumprirem as suas metas. Nesse tipo de “game”, um ranking e troféus virtuais será muito bem vindo.

A ideia é que os participantes tenham as suas metas e objetivos do trabalho vinculados com as missões do programa. Conforme cumprem sua missão, vão adquirindo pontos que podem ser trocados por algo vantajoso para eles, o que pode ser uma folga, um prêmio e etc.

É importante que tenham acesso ao seu desempenho e que eles recebam feedbacks, para saber se estão indo bem, qual a sua colocação no ranking e o que podem fazer para melhorar. Os mais competitivos vão adorar esse programa!

2. Redução de despesas

É possível criar um “game” para que os funcionários sejam mais econômicos dentro da empresa, caso o objetivo seja reduzir os desperdícios. Assim, estipule uma meta de economia que se converterá em um prêmio para o grupo.

Nesse modelo, o “jogador” pode ser estimulado a gastar menos utensílios, como copo plástico, papel toalha, folha ofício, tinta de impressora e outros, utilizando uma caneca, uma toalha, deixando de imprimir documentos desnecessários, etc.

Com isso, se não ultrapassarem os gastos estipulados pela meta, ganham alguma bonificação significativa. Esses números podem ser contabilizados ao longo do mês de uma forma que todos tenham acesso e saibam se a equipe está indo bem ou se precisa economizar mais.

3. Aquisição de novos conhecimentos

A gamificação também funciona muito bem para ensinar algo novo aos colaboradores. Uma empresa que trocou de sistema, adquiriu um equipamento desconhecido ou mudou a metodologia e quer que seus funcionários aprendam rápido, pode realizar um jogo educativo.

Desse modo, eles podem aprender o conteúdo de forma lúdica e divertida. O jogo pode ser feito pessoalmente ou online, depende dos recursos da empresa e, como nos outros exemplos, é necessário que tenha missões, feedbacks e recompensas.

Quando a gamificação deve ser utilizada?

A gamificação pode ser vantajosa em vários casos e só não é indicado aplicá-la se não se tem conhecimento de como fazer ou os recursos necessários.

Caso contrário, é sempre bom motivar a equipe e aumentar o desempenho. No entanto, é importante ter um propósito definido, conhecer bem a sua equipe e estabelecer metas claras.

Vale lembrar que existem empresas especializadas que podem ajudar a aplicar a gamificação na sua empresa.

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário