Produtividade da Empresa: como estabelecer a capacidade produtiva

Você sabe qual é a capacidade produtiva do seu negócio? Quer entender a importância de calculá-la e melhorar a produtividade da empresa? Continue aqui, pois esclareceremos as principais dúvidas a respeito do tema.

Produtividade da empresa capacidade produtiva

O primeiro ponto indispensável para estabelecer a capacidade produtiva na sua organização é compreender a importância de saber a produtividade da empresa, pois, a partir dos dados adquiridos por meio dessa ciência, torna-se mais simples e eficiente tomar decisões, por exemplo.

Além disso, ter em mãos dados referentes à quantidade produtiva da sua empresa tornou-se uma premissa básica para atender às demandas do mercado, sem desperdiçar rios de dinheiro. E, para tal, faz-se necessário, também, esclarecer o que é, de fato, capacidade produtiva.

Capacidade produtiva é a quantidade máxima de produtos ou serviços que uma empresa consegue produzir em um determinado período de tempo. Simples, não?

No entanto, para ter acesso a essa informação, bem como melhorar a produtividade da empresa, é preciso medir, por meio de cálculos, esta capacidade produtiva. Estabelecendo este cálculo, a empresa terá em mãos dados úteis para tomar as melhores decisões para com o negócio.

Como calcular a capacidade produtiva?

Para medir quanto sua empresa pode produzir e chegar ao resultado mais específico do cálculo, algumas etapas devem ser respeitadas. São elas:

1.  Capacidade instalada

Neste primeiro momento, é feito um cálculo da capacidade instalada. Isto significa que você fará um cálculo hipotético de quanto sua empresa conseguiria produzir, em um determinado período de tempo.

O cálculo é o seguinte: suponhamos que a empresa produza 100 produtos/serviços por hora, em um dia (24h) a empresa produzirá 2.400 produtos/serviços.

Ou seja: multiplicar 100 x 24

Este cálculo fornece a capacidade máxima de produção do seu negócio, sem levar em conta ocorrências de falha ou perda, por exemplo.

2.  Capacidade disponível

Neste segundo momento, você deverá calcular quanto, realmente, sua empresa produz dentro da sua capacidade disponível.

Isto significa levar em consideração a quantidade de horas efetivamente trabalhadas dentro de uma organização, bem como a quantidade de recursos materiais e humanos disponíveis para a realização do trabalho.

Por isso, se sua empresa funciona 16 horas por dia, o cálculo anterior deverá ser realizado em cima deste número de horas trabalhadas.

Veja: 100 produtos/serviços produzidos por hora x 16h = 1.600.

3.  Capacidade efetiva

Para calcular a capacidade efetiva, é necessário considerar alguns fatores que são previsíveis quando se desenvolve produtos ou serviços, tais como:

  • manutenções preventivas;
  • necessidade de limpeza dos equipamentos;
  • troca de turnos.

Supondo que, em relação aos fatores exemplificados no item anterior, cujo resultado foi 1.600, há uma perda diária prevista de 3% da sua capacidade disponível. Isso significa que você produzirá, diariamente, 1.552 produtos/serviços.

É preciso aplicar esses 3% de perda em cima do resultado de 1.600 = 1.552.

Estes fatores influenciarão diretamente na produtividade da empresa e, por isso, é preciso identificá-los e considerá-los já no seu cálculo de capacidade produtiva, para não haver equívocos e, consequentemente, prejuízos posteriores.

4.  Capacidade realizada

Depois de passar pelos 3 pontos acima, chegou a hora de ter em mãos os resultados dos seus cálculos. No entanto, para isso, será necessário - ainda - ponderar as perdas não planejadas do processo, se houver, tais como:

  • falta de energia;
  • algum problema técnico com as máquinas;
  • problemas de qualidade.

Supondo que estes imprevistos ocorram em torno de 5% ao dia, a produção reduzirá para 1.474.

Agora é hora de aplicar 5% sobre o resultado do item anterior: 1.552 x 5% = 1.474.

Assim como na suposição feita desde o início, sua empresa terá como resultado de capacidade produtiva diária 1.474 produtos/serviços.

Por fim, é possível afirmar que, ao medir a capacidade produtiva do seu negócio, você a estabelece, podendo, assim, a partir dos resultados, tomar medidas tanto para prevenir os imprevistos quanto para aumentar a capacidade produtiva da sua empresa - o que inclui contratar mais pessoas e investir em maquinários.

Além disso, uma boa dica para aumentar a produtividade da empresa, quando há limitação na capacidade produtiva, é aplicar os princípios do sistema de Lean Manufacturing na corporação, pois o sistema visa aumentar a qualidade e produtividade enquanto reduz custos, eliminando desperdícios em superprodução, excesso de processamento, tempo de espera e defeitos.

Portanto, agora que você sabe como estabelecer a capacidade produtiva da empresa, que tal colocar seu novo conhecimento em prática e aumentar a produtividade e ascensão do seu negócio?

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário