Os 5 princípios do sistema Lean Manufacturing e como aplicá-los

Saiba quais são os 5 princípios de Lean Manufacturing e porque você deveria começar a aplicá-los hoje em sua empresa.

Princípios sistema manfacturing aplicar.

Por estar inserido no mundo dos negócios, você provavelmente deve ter ouvido falar, pelo menos uma vez, sobre o sistema Lean Manufacturing. Talvez não saiba exatamente o que significa, mas entende que se trata de algo simples, que pode trazer resultados significativos para a sua empresa, não é mesmo? Para lhe ajudar, iremos sanar suas dúvidas e apresentar os 5 princípios do sistema.

O Lean Manufacturing, também conhecido como sistema enxuto de produção, foi desenvolvido pela Toyota em 1950. O sistema ajudou a empresa a se tornar uma das maiores dentro do setor automobilístico. Por conta disso, o modelo de sistema enxuto foi e é aplicado em diversas empresas de diferentes segmentos ao redor do mundo.

O sistema é uma filosofia de gestão: visa aumentar a qualidade e produtividade enquanto reduz custos, eliminando desperdícios em super-produção, excesso de processamento; tempo de espera e defeitos. Para entender melhor do que se trata o sistema Lean de produção, veja abaixo 5 de seus princípios:

1 - Identificar o valor

O primeiro princípio do sistema Lean traz à tona um dos pontos altos da filosofia: antes de produzir você precisa identificar o valor do seu produto, e não, não estamos falando somente do preço do seu produto.

Agora, você pode estar se perguntando: “Como eu faço isso?”. Simples: sua empresa só produz o que o cliente deseja.

Para identificar valor, é importante ter em mente as necessidades do consumidor. Dessa forma, se produz o que o cliente procura, trazendo rotatividade para o seu estoque. Evitando, por sua vez, a desvalorização do seu produto parado e todo o processo feito anteriormente a esse momento. Este princípio é o primeiro passo para aplicar a mentalidade enxuta em sua empresa.

2 - Mapear a cadeia de valor

Para mapear a cadeia de valor, a empresa deverá ter uma visão ampla de todo o processo de produção. Desde a chegada da matéria-prima até a entrega do produto pronto, pois isso implica no valor imposto pelo cliente.

Neste ponto, tendo controle de todas as etapas que sua empresa realiza para produzir um serviço ou produto, é possível eliminar todas as atividades que não agregam valor e são falhas, deixando apenas aquelas que fazem sentido e que possuam valor.

É recomendável ter uma visão híbrida dos processos, de cada pequena peça desse quebra-cabeça. Somente assim, obtém-se controle e melhora-se a continuidade dos trabalhos, reduzindo desperdícios.

3 - Criar o fluxo de valor

Ao criar um fluxo de valor, a empresa cria um fluxo contínuo, evitando desperdícios e otimizando tempo de produção e de entrega, além, é claro, de diminuir o tempo ocioso dos colaboradores.

No entanto, para o fluxo contínuo funcionar, a empresa deverá estar atenta aos pontos citados anteriormente e ao princípio 4. Isto é, produzir ou desenvolver serviços no ritmo das demandas. Portanto, o fluxo de valor está também totalmente ligado com o cliente e suas necessidades.

4 - Estabelecer o Pull

Estabelecer o Pull nada mais é do que produzir apenas o que for solicitado. Em outras palavras, produzindo somente aquilo em que o cliente identifica valor. Confiando no Pull, a empresa evita produzir para o estoque e, por consequência, aumenta a rotatividade dos produtos e serviços. Este princípio fornece às empresas controle de produção.

5 - Buscar a Perfeição

Por último, o quinto princípio nos mostra a importância de motivar e desenvolver nossa empresa como um todo em busca da perfeição. Qual jornada diminuiria falhas e reduziria desperdícios, em todos os setores de uma empresa, tanto quanto objetivaria desenvolver o trabalho o mais perto possível da perfeição?

Passando por todas as etapas citadas acima - identificar, mapear, criar e estabelecer valor - o ciclo se conclui e é hora de avaliar o que funcionou e o que não deu certo, iniciando um novo ciclo: novas oportunidades de fazer diferente, superando as falhas cometidas e buscando perfeição.

Como aplicar o Lean Manufacturing na minha empresa?

Seus princípios podem ser um caminho a ser seguido por qualquer empresa. Basta incorporá-los à política do negócio. Portanto, prepare sua equipe, expondo os princípios da filosofia, faça com que todos compreendam e apliquem dentro da empresa.

Para se trabalhar com o sistema enxuto, a organização deve estar entrosada, engajada, disposta a atingir a perfeição falada no último tópico. A filosofia de gestão Lean Manufacturing somente funcionará quando fixada na cultura da organização.

O que pode lhe ajudar a implantar os princípios do Lean Manufacturing em sua empresa são os benefícios que podem ser oferecidos aos colaboradores e a estratégia de gamificação. Ambas podem auxiliar a atingir metas e a estimular a equipe.

E você, conseguiu entender a importância de aplicar o Lean Manufacturing em sua empresa? Sim? Então agora é a sua vez!

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário