RH em 2020: tendências de gestão para as empresas

Descubra quais são as tendências para o futuro do RH e o que você pode começar a fazer agora mesmo pela sua empresa.

Tendências rh 2020

Os temas referentes aos recursos humanos estão sempre em evolução e aprimoramento e, em 2020, algumas tendências de RH certamente merecem atenção especial.

Uma empresa só funciona bem quando a engrenagem principal funciona adequadamente e engana-se quem pensa que a peça chave de uma corporação é apenas o produto oferecido.

É que, cada dia mais, as instituições percebem a importância do profissional de RH para auxiliar e cuidar do capital mais precioso da empresa: o capital humano.

Por isso, novas tendências de treinamento e desenvolvimento de funcionários estão sendo executadas e aprimoradas o tempo todo, para manter os colaboradores sempre motivados e eficientes no ambiente de trabalho e garantir uma eficiente gestão de RH nas empresas atuais.

Essas novas tendências estão sendo lançadas no mercado e você precisa acompanhar o crescimento desta área para garantir o sucesso dos seus negócios.

Para facilitar, selecionamos tudo que um profissional especializado no departamento de Recursos Humanos deve fazer e saber para melhorar a produtividade da equipe e, consequentemente, da empresa.

RH Digital: as tendências das organizações do futuro

O uso da tecnologia é uma das mais fortes tendências para o futuro do RH.

Isso porque o gestor de RH poderá realizar a parte burocrática do seu trabalho com ajuda, por exemplo, do uso de softwares que podem diminuir algumas práticas que, antigamente, eram produzidas manualmente, como a folha de pagamento e a organização das férias.

Hoje, elas podem ser feitas e controladas através de softwares de Gestão de Pessoas, deixando mais tempo livre para os gestores, que podem focar no desenvolvimento das pessoas e no processo de seleção e capacitação.

Estes softwares ainda auxiliam em outras funções como

Banco de horas

Facilita a manutenção do controle do número de horas trabalhadas, evitando problemas judiciais, que podem ocorrer quando o gerenciamento destas horas não é feito corretamente.

O banco de horas serve para administrar as cargas horárias de trabalho de modo que o empregador pode remanejar as horas extras trabalhadas, diminuindo seus custos com folha de pagamento.

Para usar o banco de horas, basta entender a seguinte situação: um funcionário que possua acúmulo de carga horária poderá convertê-lo em acréscimo de férias ou em uma folga a mais durante a semana.

Os softwares, então, facilitam esse controle, para que haja a efetiva redução de custos. Eles permitem, também, o controle sobre a autorização do pedido de horas extras, quando sugerido pelo colaborador, de forma simples e intuitiva, o que garante ao gestor a análise da necessidade do pedido.

Ponto Eletrônico Digital

Com o ponto eletrônico digital, a empresa tem mais segurança e controle que os colaboradores estão cumprindo o horário de trabalho acordado no contrato, já que é possível acessá-lo em tempo real.

Além de que, com alguns programas de gestão, é possível com que os colaboradores batam o ponto mesmo sem acesso à internet, de qualquer lugar onde estiverem, através dos aplicativos no seu celular.

Usando o ponto eletrônico, fica fácil acompanhar a escala de trabalho, caso a empresa possua, além de conseguir remanejar os colaboradores caso necessite uma mudança.

Também garantem a emissão das folhas de pagamento utilizando o controle de ponto, o que facilita o trabalho do gestor e diminui a burocracia referente às verificações das entradas, saídas, faltas e férias de cada colaborador - afinal, todas as informações estão disponíveis no programa.

Trabalho Remoto

Uma das tendências offline para o RH do futuro é a flexibilidade quanto aos horários de trabalho, como veremos a seguir.

Apenas com o acesso à internet, é possível que o gestor de RH controle todo o trabalho remoto dos seus colaboradores, garantindo a entrega das tarefas solicitadas.

Algumas empresas disponibilizam chats (salas de conversa online) internos, para que os colaboradores e gestores possam trocar informações e conversar de maneira formal, mantendo o histórico salvo, para garantir a comunicação efetiva de toda a equipe.

Gamificação

É uma técnica que dá a possibilidade de acompanhar o desempenho de cada colaborador e avaliá-lo - e isso é feito enquanto os colaboradores trabalham para bater suas metas individuais.

Aos gestores, fica fácil administrar recompensas para cada passo conquistado, através dessa modalidade de trabalho.

Utilizando jogos específicos, que envolvem a realização de objetivos, os colaboradores são direcionados para as tarefas de sua competência, a fim de entregá-las, conforme as especificações.

Os benefícios da gamificação e do acompanhamento feito pelo gestor é o de proporcionar uma competição saudável entre as equipes, descontraindo o ambiente de trabalho e possibilitando com que novos talentos sejam descobertos - além de aumentar a produtividade dos mesmos.

Onboarding

O onboarding é essencial para integração dos novos colaboradores e, também, para eventuais saídas dos mesmos.

Alguns softwares disponibilizam essa ferramenta, com a qual é possível solicitar toda a documentação obrigatória e identificar caso algum colaborador não tenha todos os documentos disponíveis, possibilitando correção dessa lacuna.

Também há a possibilidade de listar quais exames admissionais o empregado deve apresentar para a empresa e acompanhar todo o histórico dele, desde mudanças de cargos até as advertências, quando houver.

Gestão de desempenho

Esta função, disponível em algumas plataformas, serve para controlar as metas e acompanhar todo o desempenho dos colaboradores, possibilitando descobrir quem consegue atingir mais objetivos e quais são os colaboradores que estão produzindo menos ou que não estão atingindo as metas estipuladas.

Com suporte, dá para ajudar estes colaboradores e redefinir seus planos, estruturando novos objetivos para que consigam produzir mais.

Através de uma boa gestão de desempenho, o gestor consegue captar quais são os problemas que podem estar acontecendo na produtividade, além de conseguir encontrar soluções baseadas em cada problema individual.

Tendências offline para o futuro do RH

Não só as tendências que envolvem tecnologia que merecem destaque, para 2020. O offline também está em evidência e precisa ser desenvolvido. Quer ver como?

Treinamento e desenvolvimento

Investir em treinamento e desenvolvimento da equipe proporciona inúmeros benefícios, tais como:

  • equipes mais eficientes e produtivas;
  • aumento do rendimento diário;
  • melhor aproveitamento da capacidade de cada funcionário, colocando-os no cargo certo, aumentando a produtividade;
  • aumento da competitividade saudável para atingir as metas;
  • funcionários mais motivados e maior produtividade, gerando mais lucros;
  • redução no índice de turnover.

É interessante estimular o conhecimento dos seus colaboradores, pois manter um funcionário atualizado e com um alto nível de conhecimento melhora o seu desempenho.

Há muitas maneiras de fazer isso: seja por meio de um benefício com auxílio financeiro ou possibilitando a participação em cursos, workshops ou palestras.

É possível, ainda, contratar algum treinamento in company, garantindo um maior número de participantes.

Alguns tópicos estão em alta e podem ser uma ótima maneira de começar a pesquisar por um treinamento para o seu time, tais como:

Inteligência emocional

É importante avaliar e incentivar os funcionários, principalmente aqueles que estão em cargos de liderança (mas não só eles), a desenvolverem e aprenderem a lidar com as suas próprias emoções.

Liderança

Desenvolver o espírito de liderança é uma das grandes apostas pro futuro, afinal um grande líder inspira e motiva os outros, permitindo com que a equipe desenvolva sua pró-atividade e o trabalho possa ocorrer de maneira natural. Assim é possível que cada membro da equipe exerça suas funções da melhor forma possível, sem interrupções - o que aumenta a produtividade.

Flexibilidade

A procura por empregos com horários mais flexíveis vem ganhando cada vez mais destaque.

Facilitar a carga horária dos colaboradores não é o mesmo que diminuir a quantidade de trabalho: o que deve ser feito para que este benefício não prejudique o rendimento da empresa é aumentar as metas e definir uma data de entrega para cada projeto.

Com isso, o funcionário sabe o que deve fazer e quanto tempo tem para entregar, por exemplo, sendo possível controlar o seu horário de trabalho.

Essa tendência não cresceu à toa: com a flexibilidade e trabalho remoto, é possível observar o aumento da produção, pois o colaborador produz mais em um espaço de tempo menor, organizando-se à sua maneira, uma vez que ele mesmo sabe como aumentar seu próprio desempenho.

Uma boa gestão de RH olha pras pessoas e otimiza os seus processos - e isso se faz combinando o online com o offline.

O gestor que conseguir fazer bom uso das ferramentas disponíveis no mercado para otimizar o seu trabalho, tem mais tempo para focar no lado humano, por meio dos cursos, treinamentos e desenvolvimentos.

Motivar pessoas é preciso para gerar resultados. Um feliz 2020 começa quando as pessoas já começam felizes.

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário