Roteiro de entrevista de emprego: perguntas essenciais

Ter um bom roteiro de entrevista de emprego auxilia o gestor a entender o candidato e o que ele busca da sua carreira profissional. Quer saber como criar um excelente roteiro de admissão? Descubra agora.

Roteiro entrevista emprego

Planejar um roteiro de entrevista de emprego é colocar em ordem as ideias e as necessidades da empresa e do cargo disponível, facilitando a avaliação comportamental das competências técnicas dos candidatos à vaga.

Ao criar um roteiro, você consegue selecionar o melhor talento para o seu negócio sem extrapolar no tempo de entrevista - que, além de se tornar cansativa, pode não trazer o resultado desejado.

Conseguiu entender um pouco a importância desse planejamento? Continue a leitura abaixo e saiba o que é um roteiro de admissão e para que ele funciona.

O que é um roteiro de contratação de funcionário?

Ele é a base da entrevista de emprego. Esse recurso permite criar um conjunto de questões objetivas a fim de esclarecer as dúvidas em relação ao candidato e ao que ele busca na carreira profissional e, principalmente, se as qualidades, habilidades e experiências correspondem aos requisitos do que você procura para o seu negócio.

O objetivo é simplificar o diálogo entre o entrevistador e o entrevistado, conseguindo extrair as informações necessárias sem deixar a conversa longa e cansativa.

Além disso, o roteiro permite que a entrevista seja realizada por qualquer funcionário do setor de RH, uma vez que ele saberá quais perguntas fazer e como prosseguir com o fluxo de contratação. Desse modo, o roteiro funciona exatamente como um processo de organização com o intuito de padronizar e facilitar o momento da contratação.

Agora que você entendeu um pouco mais sobre o assunto e para que o roteiro funciona, aprenda a elaborar um guia completo para facilitar a admissão de funcionários na sua empresa.

Como elaborar roteiro de entrevista?

Inicie com uma conversa básica e, em seguida, comece com as perguntas desenvolvidas por você e pela sua equipe e não esqueça de deixar o candidato à vontade para se expressar.

Para começar, busque na sua memória como foi realizada a sua primeira entrevista de emprego. Você acha que as perguntas foram bem planejadas? Houve aquele silêncio constrangedor em que ninguém sabia o que dizer?

Pois bem, para evitar essas situações e fugir de processos seletivos tediosos, é só seguir o passo a passo que criamos para ajudar você.

1.  Inicie a conversa

Para quebrar o gelo e extrair o melhor dos seus entrevistados, comece com perguntas leves, questionando seus gostos pessoais, suas viagens preferidas, se já saiu do país. Assuntos rotineiros, mas importantes para acalmar o candidato. É a partir delas que você poderá abrir espaço para as perguntas necessárias para a sua empresa.

2.  Desenvolva perguntas que alcancem bons resultados

As perguntas devem ser desenvolvidas com objetividade. Questões simples como nome, idade e estado civil são respondidas pelo currículo comum e se tornam um pouco desnecessárias nesse momento.

Busque criar perguntas específicas de acordo com o cargo disponível, com a cultura da empresa, com as necessidades do negócio, em relação às experiências e habilidades, por exemplo.

3.  Ouça o que o seu candidato tem a dizer

Em situações em que o entrevistador fala mais do que ouve, a coleta das informações acaba sendo prejudicada. Lembre-se que o objetivo é conhecer quem está se candidatando a sua empresa, por isso, use a técnica de ouvir em 80% do tempo e falar durante 20% da entrevista.

Viu por que saber quais perguntas fazer durante a seletiva é tão importante?

Se você não sabe desenvolver os questionamentos certos, acaba falando mais do que deve e a análise acaba sendo prejudicada.

Veja, abaixo, alguns exemplos de perguntas essenciais para o processo de contratação.

Quais são as perguntas essenciais antes de contratar um funcionário?

É importante saber como o entrevistado se relaciona em um ambiente de trabalho, quais são suas habilidades e quais são seus maiores desafios. Por exemplo, muitos funcionários afirmam ter dificuldades em trabalhar em grupo.

Esse tipo de informação é importante de ser coletada para que, futuramente, você saiba como agir em relação a esse candidato em situações de conflitos.

Confira algumas dicas do que perguntar no momento da entrevista de emprego.

  1. Qual ou quais são seus diferenciais para o trabalho?
  2. Como você lida com a pressão durante a busca por resultados?
  3. Quais são seus pontos fortes? E quais os fracos?
  4. Como você lida com trabalhos em grupos?
  5. Como foi sua última experiência profissional?
  6. Você sabe ser líder se for preciso?
  7. Que tipo de líder você acredita que é?
  8. Como você chegou até esta empresa?
  9. Quais são suas habilidades e suas dificuldades no ambiente de trabalho?
  10. Você teria alguma pergunta para fazer?

As perguntas acima são bons exemplos do que indagar ao entrevistado, mas o ideal é que você busque criar questionários mais objetivos para o seu negócio também.

Perguntar sobre experiências em determinados cargos ou se há dificuldades em realizar tarefas específicas pode ser uma boa maneira de conduzir as perguntas.

Quais os requisitos para contratação de funcionários?

Ao recrutar um novo funcionário, é preciso pedir alguns documentos, como:

  • currículo completo;
  • certificados;
  • experiências prévias;
  • referências; e
  • documentos pessoais.

Claro que você, como recrutador, deve ter outras exigências, afinal, cada empresa tem sua maneira particular de funcionar, certo?

Mas, basicamente, é preciso juntar o máximo de informação necessária para que a admissão seja realizada de maneira eficiente.

Agora, com todos os documentos em mãos e com o roteiro de entrevista bem estruturado, é hora de começar o processo de contratação. Continue a leitura e veja como preparar uma admissão humanizada.

Como funciona o processo de contratação de funcionários?

A entrevista foi um sucesso! O funcionário ideal para o cargo foi encontrado e o contrato de trabalho foi estipulado. Agora, é preciso dar início ao processo de contratação, isso é:

É importante ressaltar que o processo de contratação pode mudar dependendo da maneira que o funcionário for contratado.

O processo detalhado acima, por exemplo, é realizado pela empresa que contrata um colaborador celetista, ou seja, que trabalha de acordo com a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e possui um contrato de trabalho indeterminado.

Para colaboradores que prestam o serviço de maneira terceirizada, a contratação funciona de maneira diferente, por meio de um contrato de trabalho intermitente, deixando claro o tempo de serviço que será prestado e o valor recebido.

Existem ainda outros tipos de contrato de trabalho e cada um possui um processo de admissão, por isso, é importante que você conheça a CLT e o que as normas dizem a respeito da contratação que a sua empresa busca. Boa sorte nos recrutamentos!

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário

Ponto eletrônico e Banco de Horas

Pedir demonstração