5 etapas para criar um programa eficaz de treinamento na empresa

Conheça o que é indispensável para desenvolver um excelente programa de treinamento e ter sucesso na capacitação dos profissionais da sua empresa!

Programa treinamento empresa

Todo empresário de sucesso reconhece a importância e o benefício de um programa de treinamento e desenvolvimento.

Quando realizado da forma adequada, o treinamento aumenta a produtividade e os lucros, pois é capaz de tornar os trabalhadores cada vez mais eficientes.

Os benefícios de programas de treinamentos nas empresas podem ser muitos, porém realizá-los de forma efetiva e que traga novidades que agregue ao repertório do funcionário, não é uma tarefa das mais fáceis.

Existem alguns problemas bem comuns que podem atrapalhar o seu objetivo e devem ser evitados. Veja quais são os erros mais recorrentes, para descartá-los logo de início do seu planejamento:

  • falta de diagnóstico;
  • proposta de capacitação sem programação;
  • ausência de ligação com a cultura e estratégia empresarial;
  • metodologia ultrapassada;
  • comprometimento insuficiente da equipe;
  • ausência de incentivo para participação;
  • ausência de feedback.

Para não correr o risco de propor um treinamento que não acrescente à empresa e ao funcionário, preparamos cinco etapas de como elaborar um treinamento ideal. Vamos lá?

1.  Liste as necessidades da empresa

Saber o que precisa ser melhorado dentro da empresa é o primeiro passo para iniciar a programação de treinamentos.

Além daquilo que você já tem conhecimento e que pode ser lapidado, é legal disponibilizar uma caixinha para que os demais funcionários escrevam o que precisa ser melhorado ou quais são as suas dificuldades.

Assim fica até mais fácil saber quais programas de desenvolvimento e treinamento se faz mais urgente, pois mais de uma pessoa pode ter a mesma necessidade e ter vergonha de expor.

A partir do conhecimento das deficiências da empresa, crie uma lista para que futuros treinamentos já possam ser organizados e agendados, adequando a gestão do conhecimento e aprimoramento profissional na rotina da empresa.

2.  Prepare os materiais do treinamento

Focando na necessidade do aprendizado, crie um conteúdo de ensino voltado ao objetivo principal do treinamento.

Na hora de fazer isso, lembre-se de incluir muitas dinâmicas práticas, simulações e interações, para ajudar na fixação do ensino e na união entre os colegas de trabalho.

Sempre que possível, programe atividades para que os funcionários possam ter total controle da situação, excluindo neste momento a necessidade de superiores no comando, assim poderá visualizar melhor as reais dificuldades.

Tente dividir os materiais de treinamento em etapas ou fases. Uma maneira interessante de conciliar essa divisão, é mesclar com a aprendizagem combinada, utilizando modalidades de treinamento que possam ser presenciais, online, ativas e passivas.

3.  Escolha da metodologia

Após os estudos e definições de conteúdo, chegou o momento de escolher a melhor maneira de aplicar todo conhecimento.

Atualmente, existem muitas formas de ensinar. O método tradicional, que um dia foi o único, hoje configura mais cansativo, depois da chegada da tecnologia e seu leque de opções.

Porém, isso não quer dizer que o tradicional é ruim, mas sim que pode haver um encontro entre as duas formas de ensino em um único treinamento.

O ensino híbrido é ótimo para poder contemplar todo o grupo de colaboradores da empresa e a transição do treino presencial para o online imediatamente será uma novidade.

Assim fica fácil treinar os funcionários que também não têm tanto contato com o mundo da web, incluindo-os ainda mais na empresa e socialmente.

Outra estratégia nova e interessante, é a gamificação. Ela pode ser utilizada nos conteúdos menos atraentes, pois tornam as atividades mais divertidas ao usar os jogos como motivação.

Não tenha medo de incluir mais de uma metodologia e adapte cada fase do treino com a melhor forma de ensino para engajar a equipe, através da aprendizagem.

4.  Execute o programa de treinamento

Pode parecer simples, mas é necessário começar a implementar o treinamento para seus líderes antes que ele comece de fato.

Assim que o seu planejamento de treino estiver pronto, comece a divulgar dentro da empresa com antecedência, dando a chance dos funcionários se organizarem e comparecerem.

Informe todos os supervisores, relembre os funcionários sempre que possível e espalhe pequenos banners impressos pela empresa, lembrando-os nos grupos online, se vocês utilizarem.

Seja receptivo e amigável com os colaboradores participantes do treinamento, passe confiança e envolva-os, para que sejam ativos durante o programa.

Lembre-se de cuidar da temperatura do ambiente, iluminação, configurar altura de mesas e cadeiras e utilizar de muitos recursos visuais.

5.  Realize um feedback

Você só vai descobrir se o programa de treinamentos foi um sucesso para todos, se descobrir o que deu certo e o que deu errado.

E, claro, a melhor forma de fazer isso é através do feedback para funcionários!

Essa ferramenta é ideal com que seja utilizada no anonimato, pois é o momento em que todos podem acrescentar algo relevante, sem receio de julgamentos.

E, ah: ele pode ser feito ao final do treinamento por meio de formulários depositados em uma caixa.

Lembre-se que a importância do feedback não é somente da empresa para o funcionário, mas do funcionário para a empresa. É uma forma de descobrir o que precisa ser otimizado para que todos cresçam juntos!

Mantenha o foco no objetivo do treinamento e confirme a sua eficácia, avaliando a produtividade da empresa e realizando comparações antes e depois dos programas concluídos.

Agora que você já sabe as etapas do programa de treinamento e desenvolvimento, inicie-os na sua empresa, a fim de desenvolver seu capital humano para que eles fiquem cada vez mais motivados e entreguem mais, consequentemente.

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário