4 Principais funções administrativas e por que precisamos delas

As funções administrativas, quando realizadas com eficiência, colocam o negócio na curva do sucesso. Por isso, conheça quais são as quatro funções e qual é a importância de cada uma delas.

Funções administrativas

Planejar, organizar, dirigir e controlar, palavras que colocadas lado a lado podem não surtir efeito, mas, quando realocadas para um cenário empresarial e entendidas como necessárias para a longevidade do negócio, tornam-se peças fundamentais para a estabilidade da organização.

As funções administrativas podem, inclusive, serem aplicadas em outras áreas da vida. A diferença é que em outros projetos há espaço para equívocos e uma quantidade significativa de novos recomeços.

Enquanto em uma empresa, caso as funções administrativas não sejam aplicadas e integradas de maneira eficaz pelo administrador, toda a organização pode sofrer com as consequências, não havendo, por exemplo, recursos para tentar outra vez no dia seguinte.

Quais são as quatro funções administrativas?

As funções administrativas foram, primeiramente, instituídas pelo engenheiro francês Jules Henri Fayol, em meados do século XX. Entretanto, embora antigas, existe uma razão para continuarem sendo aplicadas, ainda hoje: elas funcionam.

Por isso, veja, a seguir, qual o papel que cada uma das funções administrativas desempenham dentro de uma empresa - seja ela de pequeno, médio ou grande porte. E, descubra, ainda, qual é o seu papel como líder dentro de cada uma dessas atribuições.

1.  Primeira Função Administrativa: Planejar

Do que seria de qualquer negócio sem um planejamento estratégico? Pois é, foi o que pensamos.

Por isso, a primeira função administrativa é planejar. Esse é o momento em que o administrador, em conjunto de seus colaboradores, coloca em pauta os objetivos da empresa e estabelece meios para alcançá-los.

Portanto, ao planejar, o administrador está traçando um caminho seguro para trilhar em busca dos resultados almejados. E para que essa segurança prevaleça, é necessário pesquisar o mercado e suas possibilidades, pois planejar não é o mesmo que sonhar, é preciso se preparar, ser realista e definir objetivos tangíveis.

2.  Segunda Função Administrativa: Organizar

Com tudo anotado e esquematizado, é hora de organizar os objetivos para torná-los reais. Ou seja, será necessário fazer uma análise dos recursos materiais e humanos disponíveis na empresa e utilizá-los de maneira estratégica para atingir os objetivos acordados no momento do planejamento.

Logo, este é o momento de delegar tarefas e buscar por profissionais adequados para realizá-las, isto é, correspondentes às suas habilidades e conhecimentos para tal. Tornando, portanto, a realização dos objetivos possíveis.

3.  Terceira Função Administrativa: Dirigir

Com a organização feita, é preciso começar a agir, colocando, dessa forma, o que foi até então discutido e acordado em prática. Nesse momento, é crucial que você dirija o trabalho de seus colaboradores, ou seja, supervisione para que tudo saia como o planejado.

Aqui é necessário mostrar que você é um líder nato e não apenas um chefe, isto é, alguém que faz com que as regras sejam cumpridas. É preciso demonstrar sua habilidade em compreender, ouvir e engajar os profissionais que estão te ajudando a realizar os planos combinados inicialmente.

4.  Quarta Função Administrativa: Controlar

Por fim, é necessário controlar. Alguma coisa não saiu como o esperado? Não se preocupe, se você estiver atento e no controle, o problema poderá ser solucionado rapidamente, sem muitos danos ao plano previamente estabelecido.

Nesta última etapa, é preciso estar em vigilância, controlando e ajustando o que for preciso, comunicando, realocando e reparando as arestas.

Por último, não esqueça: não é possível atentar-se, apenas, a uma ou outra função, o planejamento, a organização, a direção e o controle administrativo devem andar de mãos dadas para proporcionar ao empreendimento o que ele necessita.

Pronto, agora você tem em suas mãos o poder para dar ao seu negócio o que ele precisa: resultados. Que tal colocá-lo em prática e colher os frutos das funções administrativas bem cultivadas?

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário