5 maneiras de lidar com funcionários difíceis

Alguns funcionários podem apresentar comportamentos nocivos ao desenvolvimento da empresa. Descubra como lidar com esse tipo de conduta e resolver o problema.

Como lidar com funcionarios

As pessoas possuem variados perfis comportamentais e, por estarmos inseridos em uma sociedade, precisamos aprender a lidar com cada um deles.

Acredite, todas as empresas são compostas por colaboradores das mais diversas personalidades. Por isso, é comum encontrar pessoas que têm um comportamento considerado mais difícil de lidar.

Mas, por que as pessoas possuem esse tipo de comportamento? Bom, a formação e educação, as crenças limitantes e as experiências passadas ao longo da vida contribuem para a formação de determinados perfis comportamentais.

Geralmente, esses funcionários que são resistentes à mudança apresentam:

  • competitividade extrema;
  • dramas exagerados;
  • atos furiosos;
  • perda do foco;
  • frequente indisciplina; e
  • ausência no trabalho.

Tudo isso poderá gerar transtornos e comprometer o desempenho dos demais colegas e, também, da empresa.

O papel do líder é árduo e procurar a forma mais eficaz para solucionar o problema de forma profissional, educada e segura também faz parte do seu trabalho, não é mesmo?

Mas, calma! Para ajudá-lo, preparamos cinco maneiras de como lidar com funcionários de comportamento difícil.

1.  Enfrente o problema

Problemas não são agradáveis e, quando possuem origem humana, são ainda mais difíceis de enfrentar. Porém, faz parte do seu trabalho desenvolver um planejamento de como lidar com adversidades.

Sua meta é solucionar um problema de comportamento e não vencer um indivíduo, numa batalha. Pense antes de falar e escolha as palavras adequadas, mantendo-se compreensivo e educado.

Para que tudo flua bem e sem interrompimentos, opte por um local silencioso e de privacidade para ter a conversa com o funcionário.

Tente ao máximo argumentar sem acusações específicas, afirmando a importância do time para atingir todas as metas empresariais e individuais.

2.  Não acredite em rumores

Em qualquer ambiente de convívio, é possível haver atritos das mais diversas origens, por isso, não acredite em rumores.

Se houver conflito entre funcionários, trate o problema de forma individual e particularmente com cada um, analisando cada lado e encontrando um acordo profissional entre as partes.

Antes de tomar providências, avalie a situação. Investigue detalhadamente o comportamento do funcionário e tire suas próprias conclusões. Em hipótese nenhuma enfrente algo que chegou ao seu conhecimento através de terceiros.

3.  Busque soluções

Ao realizar a reunião com o funcionário, ouça atentamente o que ele diz. Não o interrompa. Logo após, faça perguntas que ajudem a enxergar a raiz do problema.

Seja paciente para ouví-lo e mantenha-se positivo, assim será mais fácil extrair a origem do comportamento.

Determinando qual é a verdadeira causa do comportamento difícil, você terá uma grande chance de encontrar a solução.

Esteja preparado para lidar com funcionário que reclama de tudo e argumente com os pontos positivos e benefícios que a empresa possui.

Para resolver o contratempo, converse com o próprio colaborador e descubra quais são as possíveis formas de evolução e melhora.

Se possível, entre em contato com o RH e explique a situação para que haja mais de uma opinião e novas ideias de como resolver o inconveniente.

4.  Seja paciente pelos resultados

Algumas vezes, os problemas chegam a uma conclusão de forma rápida, mas, em outros momentos, irá demandar paciência e mais de uma reunião para que o problema seja solucionado.

É fundamental ter consciência de que os comportamentos inadequados não desaparecerão de um dia para o outro. É um processo.

5.  Reconheça quando não há mais o que fazer

É importante reconhecer um problema para solucioná-lo, mas saber quando nada mais pode ser feito é tão significante quanto.

É claro que alcançar uma solução que seja benéfica para todos e resolva o comportamento inadequado do funcionário é o ideal.

Mas, algumas vezes, para manter seu time motivado e em alta performance, é necessário tomar outras medidas.

A mudança comportamental não depende somente dos gestores e líderes, é necessário que o funcionário esteja disposto a mudar.

Caso as medidas escolhidas para a resolução do problema não tenham sido suficientes e lidar com o colaborador tornou-se insustentável, verifique as políticas de desligamento e afaste-o da empresa.

Chegando a uma conclusão

O diálogo é o único meio que irá levar à solução. É através da conversa você terá total compreensão dos motivos do funcionário agir de certo modo complicado e encontrar formas de resolver.

Atente-se em diferenciar o que está além da sua capacidade e o que é passível de sua ajuda. Algum problema inteiramente pessoal e psicológico não está ao seu alcance, por exemplo. Nesse caso, incentive a busca de um profissional especializado.

Deixe sempre esclarecido qual é o comportamento inadequado que precisa ser suspenso e entre em acordo com o funcionário para uma solução em que ambos sairão beneficiados.

E, para que esse tipo de ocorrência seja mínima, invista em dinâmicas motivacionais que ajudarão no desempenho profissional e trabalho em grupo.

Lembre-se que não apenas de coisas boas vive uma empresa, mas, com paciência e tempo, tudo passa.

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário