5 dicas para fazer gestão de uma equipe remota

Manter uma equipe remota organizada e unida pode ser simples e, para provar, preparamos cinco dicas que vão ajudar na gestão dos colaboradores da sua empresa!

Gestão de equipe remota

O gerenciamento de uma equipe que pode reunir-se em um mesmo local, onde é possível orientar e instruir um colaborador, é comum. Porém, quando há profissionais espalhados pelo mundo, aumenta o grau de dificuldade de organização.

Essa é uma das maiores tendências para os próximo anos, gerando mais necessidade em saber liderar equipes à distância, conhecidas como equipes remotas.

Algumas organizações de grande porte - e bem populares - já utilizam esse tipo de recurso, como a empresa aérea Gol e a plataforma de streaming Netflix.

A Gol oferece o serviço remoto para os colaboradores realizarem o suporte ao cliente. Porém, para o trabalho, ela faz algumas exigências a respeito de equipamentos básicos, como computador, acesso à internet fixa, mesa e cadeira específicas para escritório, além de um ambiente sem ruídos e a carga horária de 6h diárias.

Já a Netflix é nova no grupo de empresas que oferecem empregos remotos. A contratação é ideal para quem fala mais de um idioma, acontecendo diante de uma avaliação online, dividida em cinco etapas, sendo necessário atingir 80% de acertos. Até o momento, não faz nenhuma exigência estrutural. O trabalho dos colaboradores é traduzir legendas para o conteúdo da plataforma.

Mas, afinal, você sabe o que é equipe remota?

A equipe remota é um grupo formado por profissionais que buscam o mesmo objetivo, mas não compartilham do mesmo ambiente físico.

Para conseguir lidar com a distância, variedade cultural e ainda assim possuir uma equipe unida e em constante contato, preparamos cinco dicas que vão ajudar na gestão de uma equipe remota.

5 dicas que vão ajudar na gestão de uma equipe remota

Vamos lá!

1.  Mantenha a comunicação constante

A comunicação é um dos principais aspectos de qualquer empresa, certo? Nas empresas que possuem gestão remota, ela é fundamental!

Mesmo que não exista contato presencial, a tecnologia disponibiliza muitos mecanismos de conversação que podem aproximar as pessoas. O gestor deve analisar qual a melhor forma de manter a comunicação da equipe e colocá-la em prática.

Por meio de aplicativos ou plataformas online, é possível estabelecer contato regular e realizar reuniões por chamadas ou vídeos.

É importante esclarecer e também reforçar alguns detalhes aos colaboradores sempre que possível. Por exemplo, incentivá-los a fazer descrições completas para não gerar conflitos, estimular o questionamento para minimizar as dúvida e assim possuir uma equipe atenta e unida por um mesmo objetivo.

2.  Incentive o gerenciamento do tempo

Quando o trabalho é remoto existe uma flexibilidade maior quanto ao horário.

Se o gerente perceber que o colaborador está com dificuldade para regular o tempo de trabalho, cabe a ele sugerir treinamentos ou apresentar modelos que auxiliem na organização de horários.

A partir do momento que os colaboradores estiverem capacitados para gerir seu próprio tempo, compete ao líder acompanhá-los e conduzi-los, de maneira que favoreça a rotina, respeitando as pausas e descansos.

3.  Garanta a produtividade

Há quem prefira trabalhar em um escritório, não sentindo incômodo com conversas e barulhos. Já outros dizem o contrário: distraem-se mais facilmente nesses ambientes, preferindo, assim, o home office.

Quando o trabalho é feito através de uma equipe remota, o colaborador tem um desafio maior: precisa esquematizar o seu horário e tempo de trabalho para que tenha disposição e criatividade suficiente para desenvolver suas atividades.

O gestor deve traçar objetivos, metas diárias, semanais ou mensais e seguir um modelo de gestão de tempo para garantir o rendimento da equipe.

Converse com os membros do seu grupo de colaboradores e lembre-se de levar em consideração a opinião de cada um para que todos tirem proveito do seu momento de maior desenvolvimento criativo.

4.  Respeite as diferenças culturais e veja-as como potência

Os membros da sua equipe remota podem ser de qualquer parte do mundo.

Esteja ciente que pessoas de diferentes regiões têm diferentes costumes, mesmo que em um mesmo país.

Cada ser humano tem em si uma visão de mundo com informações que podem agregar. Coloque em pauta o respeito mútuo entre os colaboradores e veja as diferentes culturas como forma de aprendizado, amadurecimento pessoal e profissional.

Com uma equipe remota acolhedora, por meio de um diálogo afetivo é possível fazer trocas de conhecimentos, promover o trabalho em equipe e unir forças em prol de bons resultados.

5.  Seja um líder

Para que seja possível produzir e atingir metas pré-estabelecidas, os colaboradores precisam estar organizados e alinhados com os objetivos da empresa.

O papel do líder nas organizações modernas, em relação à equipe, tem como principal objetivo certificar-se de que todas as atividades da empresa estejam sendo executadas e que alcancem bons resultados.

Por isso, um líder precisa:

  • ser organizado;
  • ter participação efetiva nas produções;
  • conhecer a sua equipe;
  • saber explorar as melhores habilidades de cada colaborador;
  • desenvolver ações que capacitem a sua equipe;
  • manter os colaboradores dedicados e produtivos.

O trabalho por meio de equipes remotas tem crescido nos últimos anos, pois acredita-se, com base em resultados reais, que a autonomia concedida ajuda no aumento de produtividade e criatividade dos colaboradores.

O gestor precisa ser organizado para administrar de forma individual as necessidades de cada colaborador, sem que nenhum dos lados sejam prejudicados.

Hoje, é possível encontrar ferramentas que auxiliam na disciplina e o controle de cada membro da equipe remota.

Veja:

Sistema de gestão: uma forma de otimizar a equipe remota

Otimizar equipe remota

Ferramentas que disponibilizam plataformas e aplicativos fazem, de maneira organizada e intuitiva, processo de onboarding, controle de horas e gestão de desempenho.

A partir do cadastro de funcionários online disponível nas plataformas, é possível com que eles próprios realizem o envio de todos os documentos, exames e atestados para contratação.

Com uma ferramenta gestora, também é possível monitorar e controlar, de qualquer lugar, os horários que estão sendo utilizados nas atividades e projetos. Isso acontece através do ponto online para funcionários e também do banco de horas, em caso de horas-extras.

Sem se preocupar com fraudes ou erros, o controle do ponto é feito através de geolocalização. E, mesmo que esteja sem internet, o sistema sincroniza tudo assim que estiver conectado na rede.

E mais: o gestor pode criar escalas de horários diferentes para cada colaborador, aprovar ou recusar horas-extras, gerenciar férias e emitir folha de pagamento com um clique.

Em algumas plataformas também é possível fazer o gerenciamento de tarefas online. Ou seja, você pode traçar metas, estabelecer recompensas, organizar treinamentos e repassar feedbacks para os colaboradores.

Através de um sistema desses, fica mais fácil administrar horários, distribuir tarefas, incentivar colaboradores e manter o equilíbrio da equipe remota da sua empresa!

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário