Carta de Demissão: como se escreve e modelo

Ainda que sair de uma empresa seja uma situação difícil, escrever uma carta de demissão amigável pode tranquilizar esse momento. Confira passo a passo e modelos.

Carta de demissão

Mesmo a demissão sendo um momento delicado, é necessário enfrentar esse desafio e comunicar a decisão através de uma carta de demissão formal. Quando você entender os motivos pelos quais deve elaborar uma carta e como se faz, tudo ficará mais fácil.

Sair de uma empresa nunca é uma tarefa fácil, principalmente quando é preciso pedir demissão. São dias e noites se questionando como será após sair do emprego e como o chefe vai reagir ao ficar sabendo do desligamento.

Para você enfrentar esse momento com mais tranquilidade, abaixo explicamos como fazer uma carta de demissão, conduzindo você por uma escrita clara, objetiva e amigável, além de apresentar alguns modelos, facilitando ainda mais o processo.

Afinal, por que é necessário fazer uma carta de demissão?

A carta é um documento que formaliza o desligamento da empresa. O RH a utilizará para entender os motivos da decisão, melhorar o clima organizacional e, dependendo do caso, analisar se demais colaboradores podem estar sofrendo o mesmo, evitando futuros afastamentos.

É claro que não há obrigatoriedade em mencionar a razão da saída, mas, caso queira dizer seus motivos, a carta servirá como uma forma de alerta para que o departamento pessoal saiba melhor lidar com a situação, caso se repita.

Ela também servirá para que a saída seja amigável, preservando a relação entre todos os colaboradores e chefes da empresa, mantendo bons relacionamentos e as portas da organização sempre abertas.

Quem faz a carta de demissão é o próprio colaborador que deseja realizar o desligamento. A carta ideal deve ser escrita de próprio punho e esclarecer se serão cumpridos ou não os 30 dias de aviso prévio.

Abaixo temos algumas dicas de como escrevê-la.

Como se escreve uma carta de demissão?

Chegou a hora de pegar a caneta e o papel. Esse processo é mais fácil do que você imagina. A carta não deve ser longa e existem algumas dicas que podem facilitar a sua escrita.

Separamos os pontos mais relevantes para ajudá-lo a redigi-la de forma mais tranquila.

Confira abaixo!

1.  Escreva a carta de próprio punho.

2.  Seja objetivo.

3.  Não reclame da empresa, colegas ou chefe.

4.  Destaque pontos positivos, aprendizados e bons momentos.

5.  Demonstre gratidão.

6.  Mantenha o respeito.

7.  Não há necessidade de esclarecer detalhadamente os motivos da sua saída.

8.  É possível dizer que os motivos do desligamento são pessoais/profissionais.

Com a carta escrita, faça uma cópia, considerando que a original será entregue para a empresa e a segunda via poderá ficar com você, como prova de suas palavras. Entregue sua carta pessoalmente ao RH da empresa.

Modelos de carta de demissão

Para tornar tudo claro e não deixar nenhuma dúvida, vamos apresentar modelos de carta de demissão, facilitando na inspiração para sua escrita. Lembre-se de não copiar, colar, preencher os espaços e imprimir, já que necessário e importante que ela seja feita com a sua letra.

1.  Carta de demissão sem cumprimento do aviso prévio

Carta demissão sem aviso

2.  Carta de demissão com cumprimento do aviso prévio

Carta demissão com aviso previo

3.  Carta detalhada de demissão

Carta admissão detalhada

Pedir demissão não é uma decisão fácil, exige um grande gasto de energia pensando em todas as vantagens e desvantagens do desligamento.

Ao ter certeza da sua escolha, você já sabe como redigir uma carta amigável. Lembre-se que existe comunicação entre empresas e você precisa ser educado e gentil com quem lhe ofereceu uma oportunidade de crescimento, pensando principalmente no seu futuro profissional.

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário