3 tipos de relógio de ponto simples e barato

Você está em dúvida sobre qual relógio de ponto utilizar? Melhor escolher um com ou sem equipamento? Descubra com nossas dicas agora mesmo!

Relógio ponto simples

A jornada de trabalho dos colaboradores é registrada por meio do relógio de ponto, em que consta a hora de entrada e saída, assim como os intervalos, por esse motivo o registro é obrigatório quando a empresa possui mais de dez funcionários — e recomendado mesmo que tenha menos de dez.

A folha de pagamento é obrigatória, de acordo com o artigo 225, do Decreto 3048/99, que trata sobre a jornada de trabalho em horas do funcionário em determinado mês.

E, para controlar essa jornada, a ferramenta de controle pode ser escolhida na sua forma manual ou eletrônica. A seguir, conheça os tipos de relógio de ponto e os prós e contras de cada um deles.

3 tipos de relógio de ponto simples

1.  Relógio de ponto eletrônico

Relógio ponto eletrônico

Essa modalidade de registro é mais utilizada para empresas médias e grandes, pois facilita na hora de conferir a jornada de cada funcionário. O ponto eletrônico pode ser feito de duas formas: com a biometria ou com cartão individual.

Para o uso biométrico, deve ser cadastrada a digital de cada empregado e o registro é feito a partir do momento em que a impressão digital é passada no aparelho. Esse método é muito utilizado para evitar fraude em empresas com muitos colaboradores, pois, ao contrário do cartão, como veremos a seguir, a impressão digital é intransferível.

O registro de ponto por meio do cartão pode ser feito através de um crachá ou cartão individual para cada funcionário. Da mesmo forma que a biometria, é registrado o horário assim que o cartão é passado na máquina, entretanto, pode ocorrer fraude caso um funcionário empreste o seu objeto para outro.

Esses dois métodos eletrônicos diminuem a ocorrência de erros, pois os dados são mais confiáveis e mais difíceis de se perderam, já que o armazenamento e a coleta de dados podem ser feitos de forma online.

Quando se trata desse assunto uma das dúvidas mais frequentes é: o que é o relógio de ponto online? A resposta para essa pergunta é muito simples.

O registro de ponto online pode ser reconhecido como ponto móvel, nele o funcionário pode “bater o ponto” em qualquer lugar e horário, desde que a empresa permita, podendo delimitar a área para registrar o ponto. Para que isso seja feito, basta baixar um aplicativo no celular e pronto.

E se desejar utilizar o controle de ponto pelo computador, a Coalize fornece um software para ajudar você com essa questão, possibilitando um registro simples e barato, sem precisar se preocupar com erros na coleta de dados.

O download da Planilha de Horas completa começou automaticamente.

Caso não tenha iniciado,
clique aqui para baixar.

2.  Relógio de ponto cartográfico ou mecânico

Relógio ponto mecânico

Essa forma de marcar os horários é uma das mais antigas, a qual consiste em um cartão, geralmente feito com um papel mais resistente. Por ser um método mais antigo, costuma ser mais utilizado pelas pequenas empresas, por sua forma de armazenar as informações.

Os dados cartográficos podem ser coletados de duas formas: a primeira é colocando no relógio marcador e, assim, registrando o horário de entrada e de saída.

A segunda forma é o preenchimento manual, que consiste no registro pelo próprio funcionário.

O modelo cartográfico é considerado um relógio de ponto simples, pois não requer uma manutenção constante, já que não utiliza meios eletrônicos e, consequentemente, gerando menos custo para a empresa.

Entretanto, vale lembrar que exige muito mais tempo para contabilizar as horas totais da jornada de trabalho, porque o cálculo precisa ser feito individual e manualmente.

3.  Relógio de ponto manual ou livro de ponto

Relógio ponto manual

Por ser um modelo antigo, muitas empresas ainda adotam esse método, principalmente para registrar a jornada de horistas, mas a verdade é que ele não é muito eficiente e pode gerar muitos problemas, principalmente quando a empresa possui muitos funcionários.

O livro de ponto também é considerado um tipo de "relógio" simples e barato, pois dispensa equipamentos, mas, ao contrário dos métodos anteriores, esse é o mais suscetível a fraudes, pois é mais provável de ser rasurado e permite um maior equívoco na hora conferi-lo para efetuar o cálculo total da jornada de trabalho.

A tecnologia está aqui para ajudar e, podemos garantir, que quando há muitos funcionários, é mais garantido optar pelo ponto eletrônico, evitando fraudes, consequentes prejuízos e facilidade para o cálculo da folha de pagamento — já que o ponto pode ser facilmente integrado ao cálculo da folha, de maneira automatizada.

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário