Para que serve um Organograma Empresarial?

Organograma é uma forma de representar a estrutura de uma empresa por meio de um gráfico e serve para a organização e clareza dos processos. Conheça mais, a seguir, sobre os organogramas e quais os principais modelos.

Para que serve um organograma

Um organograma é um desenho gráfico que estabelece as funções dos colaboradores e as suas hierarquias. É ideal para esclarecer a estrutura do negócio e otimizar os processos e tarefas.

O seu principal objetivo é apresentar as relações entre setores e qual a hierarquização da empresa, proporcionando uma visão estratégica de todos os cargos e funções.

A importância de um organograma

Manter a organização e a hierarquia de uma empresa é fundamental, tanto para as relações internas, quanto para as relações externas, com os representantes, fornecedores, clientes e etc.

Uma empresa desorganizada tem sua produtividade e lucratividade prejudicadas.

Um clássico problema de desorganização empresarial é a falta de esclarecimento dos cargos, o que gera confusão entre os funcionários, especialmente sobre a quem devem recorrer diante de algum problema ou tarefa.

Por esse motivo, um organograma pode ser uma ferramenta de apoio para a estrutura empresarial, estabelecendo as funções de cada cargo e a quem cada colaborador responde na hierarquia - evitando uma série de problemas e otimizando os processos.

Além disso, é um forte aliado na hora de motivar a equipe, tanto por tornar os processos internos e externos mais eficientes, quanto por dar ao colaborador a dimensão visual de como ele pode crescer na empresa.

Os 5 principais modelos de organogramas empresariais

1. Vertical

Organograma vertical

Esse é o formato mais clássico e o mais usados pelas empresas, representando a hierarquia da organização de cima para baixo, em ordem de maior responsabilidade para menor. Por isso, o presidente, normalmente, está no topo do organograma.

É um tipo um pouco mais rígido, organizado por departamento, com cada subordinado ligado ao seu líder.

2. Horizontal

Organograma horizontal

O tipo horizontal é melhor para uma comunicação mais aberta entre o grupo, dando mais liberdade aos colaboradores.

Nesse modelo, os principais gestores estão diretamente ligados aos funcionários, sem uma grande escala na hierarquia. É um modelo facilmente aplicado em empresas menores.

3. Radial ou circular

Organograma radial ou circular

Esse organograma serve para otimizar a comunicação e ressaltar o trabalho em equipe.

Nesse tipo, o principal líder fica posicionado no centro do círculo, junto dos outros cargos de maior responsabilidade, de modo que vai diminuindo a hierarquia diante das camadas do círculo, do centro até a sua borda.

4. Linear de responsabilidade

Organograma linear

Esse é o modelo de organograma mais diferente de todos, com foco nas funções e responsabilidades. É ideal para organizações com processos bem alinhados e de estrutura rígida.

Com ele, tem-se uma lista de funções e responsabilidades ligadas aos colaboradores, o que facilita na hora de realizar as tarefas, pois cada um sabe estritamente ao que é responsável.

É ideal para empresas com gestão de processos bem definida.

5. Matricial

Organograma matricial

Esse é um modelo flexível de organização, que surgiu a partir de uma mistura entre o organograma vertical com o horizontal. É a estrutura ideal para as empresas modernas, com foco em projetos e que necessitam de processos menos burocráticos e mais eficientes.

A estrutura matricial é bastante usada em empresas que gerenciam projetos, pois há junção de dois gerentes, o que confere riqueza para o desenvolvimento dos projetos.

Isso porque ela descentraliza as responsabilidades de um único gestor, com o seu diferencial: cada colaborador responde ao gerente do seu setor e ao líder do projeto, em que está participando na corporação, facilitando e dinamizando o trabalho interno.

O download do ebook começou automaticamente.

Caso não tenha iniciado,
clique aqui para baixar.

Como fazer um organograma empresarial

O organograma é mais que apenas um gráfico: é a organização de cargos da sua empresa e, por esse motivo, deve ser feito com base no perfil da corporação.

Para isso, é preciso estudá-la profundamente, para saber qual modelo de organograma será o melhor para as suas necessidades.

Desse modo, aconselhamos que comece por uma pesquisa de cargos e funções, para saber exatamente qual a situação do seu grupo de funcionários, principalmente, se for fazer um organograma do zero.

Depois disso, estabeleça os departamentos e as suas hierarquia, assim ficará mais fácil escolher o modelo de organograma ideal.

O organograma de hierarquia empresarial pode ser feito no Excel, no Word ou no Power Point.

A escolha de qual ferramenta usar dependerá de qual resultado você está buscando, além da sua familiaridade com a ferramenta. Outros programas e aplicativos mais profissionais também podem ser usados.

Vale lembrar que ele precisa ser apresentado para os colaboradores, ficar num lugar de alta visibilidade e deve ser sempre atualizado e revisado.

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário