5 Tendências de gerenciamento de desempenho

Para manter o desempenho em alta na empresa, é preciso estar por dentro das tendências de gerenciamento que, a cada ano, ganham novas ferramentas e indicadores para serem implementados e aplicados.

Gerenciamento desempenho

Para entender o motivo pelo qual o gerenciamento de desempenho é uma tendência que ganha destaque a cada ano, é preciso saber diferenciar a gestão de desempenho da avaliação de desempenho.

A gestão de desempenho tem como objetivo:

  • definir e alinhar as expectativas no trabalho;
  • acompanhar a performance dos colaboradores;
  • avaliar a qualidade do produto e como está sendo produzido;
  • implementar ações de melhoria.

Para trabalhar baseado nestes objetivos, existem inúmeros sistemas de gestão de desempenho que auxiliam o gestor a implementar e a cumprir todas as tarefas.

A gestão de desempenho é uma etapa contínua, que envolve criar metas, definir os objetivos, monitorar os resultados e a geração de feedback, garantindo assim o progresso do colaborador e, por consequência, ótimos resultados empresariais.

Contudo, de nada adianta investir em um sistema de gestão de desempenho se não for possível entender a etapa mais importante do sistema. Isso mesmo: o sistema de avaliação de desempenho é a etapa final desse processo, com o qual é possível analisar todos os dados sobre como a gestão está sendo aplicada e os resultados que está gerando.

A avaliação de desempenho é um processo que possui início, meio e fim e tem o intuito de entender o atual desempenho do profissional e quanto ele está mais perto ou mais distante do ideal. E, assim, é possível passar um feedback mais assertivo, com base em dados coletados e analisados.

Ou seja, o objetivo é avaliar a situação real do que ele está produzindo, de acordo com o ideal esperado pela empresa.

Uma vez clara a diferença entre a gestão e a avaliação de desempenho, vamos entender sobre as novas tendências para gerenciamento. Por isso, nós escolhemos cinco tendências para aplicar em 2020.

1.  Desenvolver a confiança

A confiança dentro do ambiente de trabalho serve como alicerce para manter uma empresa “em pé” e caminhando rumo ao sucesso. Porém, para desenvolver a confiança dos funcionários você pode seguir alguns passos, tais como:

Reconhecer o trabalho

Todo mundo gosta de ser reconhecido pelo seu trabalho, não é mesmo? E o reconhecimento espontâneo e público, principalmente depois de uma meta alcançada ou um objetivo cumprido, pode servir como estímulo para melhorar a qualidade do trabalho e aumentar o desempenho.

Ser transparente

Deixe claros os objetivos e as estratégias adotadas para o futuro da empresa, mantendo sempre um diálogo aberto a respeito das metas que precisam ser estipuladas e cumpridas pelos colaboradores.

Quando os funcionários se sentem inseguros com relação ao seu cargo ou ao futuro da empresa, pode ser gerado um estresse crônico, o que pode acarretar em baixo rendimento.

Por isso, manter a sinceridade num ambiente de trabalho pode ser o antídoto para o estresse.

Apoiar o crescimento no ambiente da empresa

Trabalhe diretamente com os colaboradores para ajudá-los a crescer e desenvolver seu lado pessoal e profissional, aumentando a confiança e produtividade da empresa.

2.  Foco em apoiar individualmente os funcionários

Para que os colaboradores tenham um alto desempenho, precisam contar com o apoio da empresa e de todos dentro dela, seja para poder contar com um treinamento para adquirir novos conhecimentos ou para resolver algum problema pessoal que possa estar afetando diretamente a sua produtividade.

No momento em que o gestor for analisar a sua gestão por resultados para entender os problemas que possam estar afetando a produção, a qualidade e o crescimento da empresa, é possível que encontre algo relacionado a algum colaborador em específico.

E então é válido dedicar um tempo ao apoio individual para entender as necessidades deste funcionário, ajudando-o a superar e, consequentemente, aumentando seu rendimento.

3.  Motivação

Motivação é a palavra-chave da nova década.

Depois de muitos estudos baseados nos indicadores de desempenho, foi comprovado que estes números tendem a crescer com mais facilidade quando os funcionários responsáveis estão motivados em seu ambiente de trabalho.

Motiva-se os colaboradores de inúmeras formas, desde disponibilizar remuneração por metas alcançadas quanto o incentivo em adquirir mais conhecimento para poder crescer dentro da empresa.

Quando as pessoas se sentem motivadas a fazerem o seu melhor, além do desempenho, aumenta-se também a qualidade de produção e a capacidade de solucionar problemas - e os indicadores de produtividade ajudam a confirmar essas estatísticas.

4.  O amadurecimento do People Analytics

Analisar as pessoas, coletando e organizando as informações dos funcionários. Estes são alguns dos objetivos de realizar a integração do People Analytics na empresa - além do que, através das análises, é possível conhecer melhor os colaboradores, descobrindo o que os atrai na carreira profissional.

Utilize as informações coletadas para compreender melhor os talentos e as habilidades que existem na empresa e, com essa informação, contrate de forma inteligente novos funcionários.

Você também pode organizar treinamentos internos, utilizando o conhecimento e a experiência dos colaboradores mais antigos.

Para obter esses dados, existem 4 tipo de analytics (análises):

Descriptive Analytics (Análise Descritiva)

Reúna os dados antigos da empresa e mescle com os novos dados colhidos, para saber como aconteceu e qual caminho precisou percorrer para poder alcançar cada resultado.

Diagnostic Analytics (Análise de Diagnóstico)

Explore a causa dos erros e como eles ocorreram. Ter esses dados em mãos é extremamente importante para que se possa avaliá-los e, então, identificar maneiras para solucionar cada problema.

Predictive Analytics (Análise Preditiva)

Analise os erros e os acertos que ocorreram no passado da empresa, para entender como os resultados positivos foram alcançados. Essa análise possibilita traçar estratégias para saber o que poderá acontecer no futuro.

Por isso chama-se de preditiva, pois é no sentido de "adivinhação", porém com base e fundamento em dados reais.

Prescriptive Analytics (Análise Prescritiva)

Identifique os dados baseando-se nos funcionários e na produtividade, gerando hipóteses para impactos futuros. Por exemplo, trace soluções para futuros problemas antes mesmo de eles surgirem.

5.  Tecnologias voltadas para gestão de desempenho

Claro que as tecnologias estão presentes nas tendências para gestão de desempenho, assim como são tendências para o RH 2020. Afinal, a tecnologia está facilitando a vida do gestor em vários quesitos, concorda?

Por exemplo: existem ferramentas gerenciais de produtividade e desempenho que auxiliam o trabalho do gestor. Tais ferramentas estão disponíveis em sistemas/aplicativos que podem disponibilizar funções, tais como:

  • monitoramento: é possível monitorar o desempenho de cada colaborador para auxiliá-lo da melhor forma possível no seu trabalho;
  • metas: pode-se estipular, definir, organizar e, ainda, estabelecer recompensas para cada colaborador que atingir o objetivo final;
  • acompanhamento: acompanhar todas as conquistas individuais e também em equipe dos colaboradores ajuda o gestor a entender o crescimento da empresa e dá a possibilidade de encontrar as soluções que deram certo;
  • jogos: algumas ferramentas gerenciais de produtividade disponibilizam jogos virtuais para estimular a competitividade saudável entre os colaboradores, com objetivo de aumentar as vendas e os lucros;
  • relatórios: eles ajudam a identificar os colaboradores que alcançam as metas e, também, aqueles que não conseguem conquistar os objetivos estipulados, permitindo com que o gestor identifique e auxilie de forma individual este funcionário, para que seus resultados obtenham uma mudança significativa.

Estes sistemas/softwares podem auxiliar - e muito! - os gestores, para que os dados fiquem armazenados de forma segura e para que estejam sempre disponíveis a qualquer momento.

Seguindo essas tendências, ficará muito mais fácil implementar a gestão de desempenho na empresa e administrar corretamente os dados e as informações que esta gestão fornece, podendo utilizar a favor o crescimento empresarial.

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário