O que é Custo Marginal e como fazer esse cálculo

Em uma organização, é fundamental mensurar o valor de todos os custos de produção, para manter o equilíbrio e a lucratividade. Por isso, veja a seguir, como calcular o custo marginal.

O que é custo marginal

Os custos de produção são a base das decisões de uma organização, isto é, eles influenciam desde os preços dos produtos, até os investimentos da empresa. Dessa forma, é essencial saber calcular todo tipo de custo, inclusive o marginal.

Isso porque, determinar o valor do custo marginal é uma forma de otimizar os lucros de produção de uma unidade a mais, fazendo com que se encontre o ponto de equilíbrio, ao produzir em mais uma unidade pela mesma média de custo da produção total.

O que é Custo Marginal

Caracteriza-se por uma variação na produção total, seja para mais ou para menos, em relação ao custo total, devido a uma mudança na quantidade de vendas ou serviços prestados.

Esse custo representa o valor individual da unidade produzida fora da produção comum. E para ser estabelecido, é necessário saber os custos fixos e variáveis de produção, além dos custos totais.

Qual a importância desse cálculo

Essa é uma forma de determinar o custo de produzir unidades adicionais. Normalmente, esse custo tende a diminuir conforme o acréscimo de produção, devido aos custos fixos.

Isto é, quanto mais se produz, mais o custo marginal baixa por causa dos custos fixos, que já seriam gastos, mesmo sem que houvesse produção. No entanto, em algum momento, esses custos fixos podem não ser mais suficientes para acrescentar unidades na produção.

Desse modo, ele volta a aumentar e os lucros a cairem. Por esse motivo, é muito importante mensurar esse custo, para estar ciente até que ponto é lucrativo aumentar a produção.

Ou seja, se os custos fixos (empregados fixos, máquinas de produção, aluguel e etc.) irão aumentar para acrescentar mais produtos na produção, é fundamental analisar se essa nova produção irá valer a pena, mensurando o custo marginal.

A dica é: o custo marginal nunca pode ser maior que o custo médio, caso contrário, não há uma boa lucratividade.

Como calcular o Custo Marginal

Fórmula calculo custo marginal

Custo Marginal X Custo Médio

O custo marginal é a relação entre as variáveis de custos e as variáveis de produção. Já o custo médio é a relação entre os valores absolutos de custos e quantidades de produção.

Dessa forma, o custo marginal deve ser analisado em relação ao custo médio, para medir a lucratividade da produção.

Passo a passo para calcular o Custo Marginal e o Custo Médio

1.  Calcule os custos fixos de produção: Aluguel, funcionários fixos, sistema de gestão, tudo que a sua empresa gasta por mês, independentemente da produção.

   ➡   Exemplo: Vamos pensar em um número fictício de R$ 5.000.

2.  Calcule os custos variáveis: Matéria prima, horas extras e todos os gastos que aumentam com a produção.

   ➡   Agora vamos pensar em outro número fictício de R$ 10.000, com uma produção de 150 produtos.

3.  Calcule os custos totais: some todos os custos, fixos e variáveis.

   ➡   Nosso custo total fictício seria de R$ 15.000

4.   Calcule o custo médio: divida os custos totais pela quantidade de produção.

   ➡   Vamos imaginar uma produção de 150 produtos para o custo acima.

   ➡   Custo médio = 15.000 / 150 = R$ 100.

5.  Encontre a variação de custos totais: diminua os custos totais em relação a uma quantidade de produção por outros custos totais em relação a outra quantidade de produção. Explicamos, para melhorar o entendimento:

   ➡   Nosso custo total fictício era de R$ 15.000 para 150 produtos.

   ➡   Vamos pensar em outro custo fictício, em que aumentou a produção em 10 unidades, sendo que agora produzimos 160 produtos, e temos o custo de R$ 15.500.

   ➡   A variação de custos foi: R$ 500.

Ou seja, diminua duas médias de custos totais diferentes, possivelmente, de semanas diferentes ou meses diferentes.

6.   Encontre a variação de quantidade de produção: diminua a quantidade de produção da primeira média de custos totais pela quantidade de produção da segunda média de custos totais.

   ➡   Tínhamos 150 produtos que passaram para 160 produtos.

   ➡   Então a variação é 160 - 150 = 10 produtos.

7.  Calcule o custo marginal: divida a variação dos custos totais pela variação da quantidade de produção.

   ➡   Custo marginal = variação de custo / variação de quantidade de produto.

   ➡   Nossa variação de custo: R$ 500.

   ➡   Nossa variação de produto: 10 produtos.

   ➡   O cálculo ficaria: 500 / 10 = 50.

   ➡   Nosso custo marginal é de R$ 50.

Analisando os dados

Com esse cálculo, você saberá até que ponto é lucrativo aumentar a quantidade de produção em relação aos preços de venda e aos custos fixos, mantendo a lucratividade alta. Dessa forma, o custo marginal nunca pode ultrapassar o valor do custo médio.

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário