Saiba como fazer o cálculo do salário líquido

Aprenda um passo a passo para calcular o salário líquido e não ter nenhuma dor de cabeça com a folha de pagamento dos seus colaboradores.

Calcular salário líquido

O salário líquido é o que o seu colaborador vai receber, efetivamente, depois de todos os descontos terem sido realizados sobre o salário bruto, aquele que consta na folha de pagamento.

É muito comum ficarmos em dúvida na hora de fechar a folha de pagamento dos funcionários, já que nesses momentos surgem várias dúvidas, principalmente relacionadas ao salário líquido e bruto.

O salário bruto é calculado a partir de um valor base, geralmente, o valor de uma hora de trabalho. Daí, ele é multiplicado pelas horas trabalhadas e o total equivale à quantia bruta, ou seja, ainda sem nenhum tipo de desconto ou acréscimo.

Quais descontos são realizados sobre o salário bruto?

Agora que você já tem a definição do que é salário líquido e o que é salário bruto, podemos falar sobre os descontos de alguns valores, como o 13° salário e IRRF. Muitas pessoas também têm dúvidas sobre se o INSS é descontado do salário base ou líquido e a resposta é que ele é descontado do salário bruto.

Afinal, salário líquido é o que sobra para seu colaborador, depois de realizados todos os descontos obrigatórios na folha de pagamento ou não, como é o caso de pensão alimentícia, desconto não comum a todos os colaboradores.

Como calcular exatamente o salário líquido?

A partir do um salário base ou bruto, que é calculado por hora ou mês, de acordo com o contrato de cada colaborador, analisado a partir do registro de ponto, é possível saber quantas horas totais o funcionário trabalhou naquele determinado mês.

Depois dessas horas registradas, seguimos a ordem:

  1. Multiplica-se o salário base pelo número de horas trabalhadas.
  2. Acrescenta-se os valores de horas extras se houver.
  3. Acrescenta-se o Descanso Semanal Remunerado.
  4. Adicional noturno, se necessário.
  5. Informa o valor do FGTS.
  6. Desconta-se o INSS.
  7. Desconta-se o IRRF, caso o salário seja superior a R$ 2.200.

Podemos imaginar uma situação em que o funcionário recebe de salário bruto, incluindo DSR, R$ 3.279, e que neste mês não houve adicional noturno e nem horas extras.

Calcula-se:

R$ 3.279 - INSS no valor de R$ 310,87 - IRRF no valor de R$ 137,05
TOTAL: R$ 2.831,08 de salário líquido
FGTS do mês = 262,36.

Depois de todos os valores incluídos no cálculo, o resultado final é o salário líquido. Viu como é fácil? Agora é só seguir esse passo a passo e você está pronto para não ter nenhuma complicação.

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário