Como calcular alíquota INSS: tabela 2022

Entenda o que é a alíquota INSS e saiba como calcular esse desconto na folha de pagamento dos seus funcionários da forma correta.

Como calcular alíquota INSS

A alíquota do INSS agora é progressiva e pode ir de 7,5% a 20% do salário do trabalhador. O que define quanto será descontado é a tabela de 2022 para contribuição com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

É esse órgão que faz o pagamento dos principais benefícios dos trabalhadores que contribuem ou contribuíram com a Previdência Social e é muito importante realizar a contribuição mensal para garantir benefícios como seguro-desemprego, licença-maternidade e para garantir cobertura em caso de acidente de trabalho ou doença e aposentadoria.

Essa contribuição é feita por meio de um percentual, conhecido como alíquota INSS, que é um desconto que aparece na folha de pagamento de todos os trabalhadores que atuam dentro da CLT, mas que também deve ser pago por profissionais autônomos e pelas empresas.

Saber calcular esse desconto na folha de pagamento do trabalhador é imprescindível para garantir que ele tenha direito aos benefícios. Trabalhadores autônomos devem fazê-lo por conta própria e empresas também precisam contribuir para ajudar a bancar a Seguridade Social, como veremos a seguir.

O que é alíquota do INSS

Um dos descontos que o trabalhador vê todos os meses na sua folha de pagamento, que é a alíquota destinada ao INSS, deve ser calculada pelo empregador, que, por meio das suas obrigações, informa à Previdência Social todos os dados do empregado, vinculando o desconto do salário à Guia de Previdência Social (GPS) paga mensalmente pelo seu CNPJ.

Esse processo exige a contribuição do funcionário e da empresa, a fim de garantir ao trabalhador:

  • Aposentadoria por idade e invalidez
  • Aposentadoria por tempo de contribuição
  • Auxílio-acidente
  • Auxílio-doença
  • Pensão por morte
  • Reabilitação profissional
  • Salário-família
  • Salário-maternidade
  • Seguro-desemprego

Se a empresa não realizar essa contribuição devidamente, o trabalhador pode recorrer judicialmente e garantir seus direitos ao comprovar seu vínculo empregatício.

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

Qual a alíquota de desconto do INSS

Desde janeiro de 2022, são aplicadas as seguintes alíquotas:

Tabela Progressiva INSS 2022

Salário de contribuição Alíquota INSS
até R$ 1.212,00 7,5%
de R$ 1.212,00 a R$ 2.427,35 9%
de R$ 2.427,36 a R$ 3.641,03 12%
de R$ 3.641,04 a R$ 7.078,22 14%

Como calcular a alíquota efetiva de INSS

Desde 2020, a forma de calcular a alíquota de INSS trouxe uma redução no valor descontado do trabalhador, se compararmos ao cálculo que era usado até 2019 e em anos anteriores, que levava em consideração apenas o percentual da faixa sobre o valor inteiro do salário, sem separá-lo por faixas.

Por exemplo, se pensarmos em um salário de R$ 2 mil, até 2019 seria apenas descontado diretamente 9% (que era o percentual da segunda faixa), o que levava a um desconto do INSS de R$ 180.

Mas e como fica o salário de R$ 2 mil em 2022?

Como agora a tabela é progressiva, é preciso observar todas as faixas que incluem até o valor desse salário, assim:

7,5% de R$ 1.212 (pois o salário de R$ 2 mil ultrapassa a primeira faixa), que corresponde a R$ 90,90.

9% sobre R$ 788 (que é o valor que sobrou do salário após passar pela primeira faixa: R$ 2.000 – R$ 1.212, que corresponde a uma contribuição de R$ 70,92.

Somando, a contribuição será de: R$ 90,90 + R$ 70,92 = R$ 161,82.

Se ainda assim ficar com dúvida sobre o cálculo, experimente contar com uma calculadora de INSS que realiza a conta para você de forma automática e sem erros.

O que é INSS patronal e alíquota

Já o INSS patronal é o INSS que as empresas devem pagar conforme o regime tributário em que cada uma se encontra. É a contribuição que o empregador paga para ajudar a financiar a Seguridade Social.

A empresa que não recolhe esses tributos ou recolhe abaixo do valor estimado pode sofrer multas do Ministério do Trabalho e da Receita Federal, além de correr o risco de ter que enfrentar ações trabalhistas por parte de seus funcionários.

O pagamento também é feito pela GPS, sendo necessário emitir o documento no site da Receita Federal, preenchendo as informações solicitadas.

Como depende do regime tributário da empresa, as alíquotas são definidas conforme cada um. Confira abaixo!

Simples Nacional

Essas empresas fazem o pagamento da contribuição por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) e a alíquota é de 20% em cima da folha de pagamento dos funcionários.

Se o dono da empresa retira seu salário do faturamento, esse porcentual sobe para 31%.

Lucro Real e Lucro Presumido

Empresas que atuam no regime de Lucro Presumido e Lucro Real também pagam uma taxa de 20%, mas acrescida dos valores de Fator Acidentário de Prevenção (FAP) e Risco de Acidente no Trabalho (RAT). Logo, 20% dos salários pagos devem ser somados ao valor de RAT e multiplicado pelo FAP.

Além disso, algumas empresas podem escolher se querem pagar INSS patronal sobre a receita bruta ou sobre a folha de pagamentos, optando pelo que for mais vantajoso para o negócio.

Alíquota de INSS autônomo

Também existe um outro tipo de alíquota para profissionais autônomos que possuem trabalho formal sem carteira assinada. Nesse caso, o trabalhador não estabelece nenhuma relação de emprego com uma empresa, mas é legalmente protegido por um contrato entre as partes. Assim, existe a cobrança de impostos.

O autônomo é um prestador de serviço, por isso, pode fazer seu trabalho como pessoa jurídica, o que obriga que esse profissional contribua com o INSS.

A contribuição, nesse caso, depende da renda mensal e do tipo de recolhimento conforme o código escolhido.

Quem decide pagar 20% sobre a renda (código 1007), deve calcular esse valor e preenchê-lo na GPS. Mas você só pode pagar a partir de 20% do salário-mínimo até 20% de R$ 7.087,22 (que é o teto máximo para 2022, como mostra a tabela progressiva).

Já o código 1163 paga 11% sobre o salário mínimo. A GPS é uma espécie de boleto que o autônomo deve pagar todo mês ou a cada três meses. Ela pode ser emitida pelo site da Previdência Social ou comprada em uma papelaria e preenchida manualmente. É importante sempre preencher com o código correto para garantir os benefícios.

Agora, que tal compartilhar este artigo para que mais pessoas saibam os tipos de alíquota de INSS que existem?

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário

Ponto eletrônico e Banco de Horas

Pedir demonstração