Como gerenciar equipes no trabalho remoto

Quais as vantagens de inserir a cultura do trabalho remoto para a sua empresa? Descubra, lendo o texto a seguir.

Trabalho remoto gerenciar

Você já deve ter lido sobre o trabalho remoto, certo? No Brasil, este modelo de trabalho vem se destacando e ganhando lugar, dia após dia.

A tendência é de que a cultura de trabalho remoto seja cada vez mais aceita e implementada pelas empresas, pelos motivos que explicaremos logo mais abaixo.

Vamos começar explicando primeiro o que é trabalho remoto e qual a diferença existente entre este tipo de ofício, além do home office e o freelancer, pois essas nomenclaturas não possuem o mesmo significado, você sabia disso?

Trabalho remoto

É qualquer atividade realizada à distância, através do uso da tecnologia e da comunicação. Até aqui, parece ser o mesmo que home office e freelance, certo?

Contudo, o empregado que realiza o trabalho de forma remota, exerce sua função para uma única empresa, com carteira assinada e de maneira fixa.

Tendo a possibilidade de trabalhar de casa ou do escritório - ou em qualquer outro lugar de sua preferência. Algumas empresas que aderem a esta cultura estipulam que o colaborador pode trabalhar de casa alguns dias da semana e presencialmente em outros momentos. No entanto, isto não é uma regra obrigatória.

Home office

O home office, como o próprio nome explica, significa “escritório em casa”, ou seja, o funcionário trabalhará somente de casa e, para isso, deve portar todos os equipamentos necessários para esta ação, como computador, internet, ambiente calmo e silencioso.

Geralmente, este método é escolhido quando a empresa contrata funcionários em outros países. Mas, assim como no trabalho remoto, o colaborador presta serviço fixo para um estabelecimento.

Outro motivo para esta contratação acontece com pequenos empreendimentos, que não possuem escritórios físicos e optam por contratar pessoas que possam trabalhar de casa.

Freelancer

O freelancer difere um pouco dos outros dois modelos porque um freelancer trabalha em vários projetos ao mesmo tempo, não sendo fixo em nenhuma empresa.

Ele é seu próprio chefe, criando suas próprias regras e escolhendo os dias em que deseja trabalhar.

Claro que, quando um contrato é fechado, este freelancer precisa entregar o que foi acordado, no prazo exato, porém sem precisar entregar relatório ou informação da quantidade de horas trabalhadas.

Agora que a diferença entre estas três funções foi explicada, vamos mostrar quais os benefícios para empresa que esta cultura do trabalho remoto pode oferecer.

Vantagens do trabalho remoto para a sua empresa

Redução de custos

O trabalho remoto pode interferir positivamente no caixa, pois a empresa acaba diminuindo gastos quando implementa esse tipo de negócio, por um motivo bem claro.

É que quando os funcionários trabalham de casa, os custos operacionais como a água e a luz do escritório, por exemplo, diminuem.

A empresa também economiza mensalmente com vale-transporte e refeição, afinal, o colaborador não precisará mais de locomoção até o local de trabalho e nem fará refeições fora de casa.

Ainda é possível citar outro benefício: os funcionários que trabalham remotamente acabam diminuindo o número de faltas por questões médicas, uma vez que conseguem organizar melhor os seus próprios horários.

Maior produtividade

Uma gestão de equipe remota pode resultar em uma produtividade ainda maior e melhor do que uma gestão feita com uma equipe presencial, pois o funcionário remoto tende a ser mais calmo e trabalhar com mais prazer.

A razão disto é que trabalhar remotamente desenvolve mais o lado criativo, além de proporcionar uma qualidade de vida melhor.

Menos acidentes

Acidentes no local do trabalho, infelizmente, são comuns e o trabalho remoto elimina essa possibilidade.

Além disso, acordar todo dia e pegar trânsito, enfrentar filas e lugares lotados, faz com que o colaborador chegue cansado e estressado no seu local de trabalho, o que é causa direta de diminuição de produtividade.

Trabalhar em casa possibilita a conversão desse tempo perdido no trânsito em horas de trabalho, por exemplo.

Flexibilidade

Flexibilidade é a resposta certa quando a pergunta é: por que a cultura do trabalho remoto vem sendo inovação nas empresas?

A empresa e os funcionários acabam optando e preferindo esta forma de trabalho pela facilidade de poder trabalhar de qualquer lugar, a qualquer momento.

Mesmo que a empresa resolva estipular um horário fixo para começar e outro para o final do expediente, ainda assim poder escolher o ambiente de trabalho aumenta a motivação pessoal.

Mais aprendizado e independência

O trabalho à distância aumenta a independência e o aprendizado do colaborador, tornando-o mais pró-ativo e eficiente.

Visto que não há colega ao seu lado disponível para cada dúvida, o funcionário precisa então recorrer a outras ferramentas para obter as respostas e as soluções que precise.

Gerenciar uma equipe à distância

1.  Conhecer bem o time

Quando o RH (Recursos Humanos) for analisar a proposta de um colaborador para que ele possa trabalhar à distância, é preciso conhecê-lo bem, ter a certeza de que cumprirá os horários, caso seja estipulado, que entregará os projetos nas datas marcadas e que jamais deixará um cliente esperando.

2.  Usar a tecnologia corretamente

Para melhoria e excelência do trabalho remoto, é importante que a empresa disponibilize tecnologia eficiente para os colaboradores.

Por isso, investir em um sistema de gerenciamento que possa oferecer uma comunicação interna, além de relatórios completos sobre o desempenho individual, é de suma importância.

3.  Objetivos claros

Manter os objetivos e as metas claras é fundamental para conseguir manter a organização e a produtividade numa equipe que trabalha remotamente.

Sendo assim, mantenha-os sempre visível em alguma plataforma online ou em algum documento que possa ser compartilhado, para que o colaborador saiba sempre quais projetos precisa entregar e qual prazo ele tem para poder produzir.

4.  Integração da equipe

Quem disse que uma empresa 100% remota não pode produzir reuniões com os funcionários?

Pois bem, através de aplicativos e videoconferência, é possível produzir uma reunião organizada e eficaz.

Essa é uma maneira para que os colaboradores (colegas) que trabalham no mesmo setor também possam conversar através de ligações pelo celular ou pelo computador, o que não dificulta a interação entre eles.

5.  Team building

Team building é uma proposta para fazer com que os seus funcionários se sintam parte de um time.

Para isso acontecer, é legal que, a cada um mês, seja feita uma reunião presencial em alguma cafeteria ou restaurante.

Óbvio que isto não se torna possível quando cada colaborador mora em uma cidade diferente, mas, caso a locomoção seja possível, vale a pena encontrar qualquer maneira que possa aproximar a equipe para um momento de descontração.

Avaliar um funcionário remoto

É preciso ficar atento ao desenvolvimento do colaborador que trabalha em casa e ficar “de olho" se os prazos de entrega estão sendo cumpridos e a pontualidade está sendo respeitada.

Além de que o colaborador precisa estar disponível no horário de trabalho, para que qualquer contato possa ser feito de forma rápida e fácil.

Para que ele continue exercendo esta função, é preciso deixar claro os equipamentos que ele deve portar e os pré-requisitos que deve seguir, por exemplo, o colaborador precisa ter em mãos um bom computador, dispositivo móvel e internet de qualidade.

CLT: trabalho remoto é teletrabalho

Trabalhar à distância não quer dizer que o funcionário ficará totalmente longe da empresa, gastando seu tempo com outros assuntos que não os profissionais.

No entanto, também não significa que ele estará 24/7 (24 horas por dia e 7 dias da semana) online e à disposição do serviço.

Até porque, segundo as novas regras de teletrabalho na CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) que, depois da reforma, incluem regras específicas para quem trabalha remotamente, o empregador precisa manter o controle de horas, as quais não devem ultrapassar 44 horas semanais.

Caso o tempo trabalhado seja excedido, deve-se pagar hora extra ou creditar no banco de horas, conforme a CLT. Vale ressaltar que, assim como o funcionário que frequenta o escritório, o trabalhador remoto tem direito a um intervalo para almoço e, após as 8 horas diárias, tem o direito de encerrar seu expediente.

Ainda pode-se citar o fato da exigência de que as empresas que possuem mais de 20 colaboradores devem possuir um controle de ponto.

Este controle pode ser realizado através de uma plataforma gerencial, como a da Coalize, que oferece pontos eletrônicos, também conhecidos como pontos móveis, e que funcionam através da geolocalização do empregado.

Apenas com acesso a internet e um aparelho eletrônico para efetuar o ponto, fica fácil tanto para colaborador quanto para empresa.

Fácil, não é mesmo? Agora que você está expert no assunto de teletrabalho, está na hora de implementar esta cultura na sua empresa e colher os frutos da modernidade.

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário