A importância da criatividade e inovação nas empresas

O mundo está em transformação a todo instante, assim como as pessoas e suas exigências de consumo. Seu negócio está preparado para acompanhar essas transições? Entenda a importância da inovação nas empresas.

Inovação nas empresas

É natural que o mundo se modifique e sua empresa precise se transformar para acompanhá-lo. Essa é a lei máxima das coisas: elas mudam. Mas o que fazer com aquele medo paralizante da mudança?

Pois é, não dá para negar que ele existe e é possível que uma parte considerável de nós rejeite as transformações.

No mundo empresarial, o dilema continua e as dúvidas são ainda mais complicadas: ok, entendo que algumas mudanças precisam ser feitas e algumas medidas para o futuro próximo precisam ser colocá-las em prática, mas minha empresa precisa continuar sendo produtiva e eficiente no presente, certo? O que fazer?

O raciocínio é válido, no entanto, os gestores e suas empresas precisam aprender a conciliar presente e futuro. Caso isso não aconteça, certamente, seu presente irá se transformar em passado, logo logo.

Isto é, as empresas e seus líderes precisam possuir a capacidade de adaptação contínua para permanecerem ativos no mercado. Para isso, é necessário estar em uma constante experimentação, dedicando-se à inovação nas empresas.

O que é inovação nas empresas?

Em resumo, inovar é colocar ideias para funcionar. No entanto, há uma premissa importante a ser considerada aqui: a inovação nas empresas somente é vista como tal quando resulta em um impacto significativo, não só para as empresas, como também, para a sociedade em geral.

Por esse motivo, é preciso dizer que melhorias contínuas não são um equivalente para inovação, certo? Claro que, em um contexto empresarial, os processos já existentes são importantes e, assim como a inovação, devem receber atenção necessária.

Também é curioso notar que ser criativo não é a mesma coisa que inovar, embora, a criatividade constitua e possibilite a inovação. Inclusive, é crucial sinalizar que a última só é, efetivamente, eficiente quando criativa.

Por isso, pode-se dizer que inovar é colocar em prática a criatividade. Além disso, as inovações podem acontecer em todos os campos do conhecimento, alguns exemplos são:

  • tecnológicas (produtos e processos);
  • de mercado;
  • modelos de negócio;
  • processos e métodos organizacionais;
  • fontes de suprimento;
  • cultural.

Níveis de inovação

Agora que você entendeu, essencialmente, o que significa inovar, é preciso conhecer seus principais níveis de inovação, são eles: disruptivo e emergente.

Inovação disruptiva

A inovação é disruptiva quando o que é produzido ou disponibilizado é algo fundamentalmente novo, necessário e não esperado.

Inovação emergente

Já a inovação emergente - ou incremental - é a realizada a partir de algo existente. É, geralmente, um avanço em relação a este produto ou serviço.

Por fim, vale notar que dos níveis de inovação citados, a mais comum é a emergente.

Qual é a importância da criatividade e inovação nas empresas?

A resposta é bastante simples, embora, por vezes, seja ignorada ou deixada para depois pela maioria das empresas. O que é uma pena, visto que ela é a responsável pela sustentabilidade do negócio. Ou seja, as empresas devem manter-se criativas e em um estado constante de inovação para garantir longevidade empresarial.

A inovação é uma vantagem competitiva nas empresas, pois um negócio constantemente inovador cria para si uma vantagem natural frente aos concorrentes. Visto que a inovação está relacionada às necessidades do público.

Para desenvolver a cultura de inovação na sua empresa, uma boa dica é ter um time dentro que esteja ali, justamente, para empenhar esforços, participar de brainstorming e cuidar da área de inovações.

Além disso, é importante que a verba destinada a esse “setor” não seja realocada assim que necessária em outro canto da empresa, já que ideias inovadoras nem sempre dão certo de primeira e necessitam de outras tentativas. Estar consciente disso poderá evitar frustrações desnecessárias.

No entanto, não pense que apenas empresas de médio e grande porte - que possuem, por essa razão, verba para apoiar iniciativas inovadoras - podem apostar em ideias criativas.

É possível estabelecer uma cultura de inovação, incentivando seus colaboradores a terem ideias inovadoras, criando um ambiente propício para suas sugestões e, ainda, recompensá-los, caso implementem inovações com sucesso.

Por fim, é preciso desenvolver indicadores que mensurem e avaliem as tentativas de inovações. Assim será possível saber em quais ideias continuar investindo, ok?

Ufa, depois de conhecer o que é inovação nas empresas, entender sua importância e de quebra receber algumas dicas de como implantá-la, que tal começar a estudar a possibilidade de inovar em sua empresa? Não esqueça que, ao fazer isso, você estará garantindo o futuro do seu negócio. Não tenha medo!

Acompanhe o melhor conteúdo sobre
gestão de Recursos Humanos!

Deixe seu e-mail e receba conteúdo para aumentar o seu desempenho na gestão de pessoas!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário