Como fazer uma integração de funcionários eficaz

Quer saber como fazer uma integração de funcionários de forma simples e eficaz? Continue a leitura abaixo e descubra o segredo.

Fazer integração funcionários

Contratar um funcionário requer algumas etapas, como, por exemplo: primeiro é necessário conduzir entrevistas e avaliar currículos, até encontrar o profissional certo para o cargo disponível.

No entanto, engana-se quem acredita que as etapas de uma contratação acabam quando o candidato é escolhido.

A verdade é que outra etapa se inicia após a admissão ser concluída e esta segunda fase é tão importante quanto a primeira - senão até mais importante que a anterior.

Isto porque essa segunda parte requer paciência, tempo e atenção, para gerar resultados positivos.

Nesta fase, é preciso entender como fazer uma integração de funcionários e por que uma má integração pode interferir na produtividade da empresa.

A má introdução desse funcionário pode aumentar o índice de turnover, ou seja, quando existe uma grande rotatividade de contratação e demissão de colaboradores, que pode acontecer por insegurança do funcionário ou por ele não se sentir confortável com os demais.

Para diminuir este risco, é necessário cuidar do processo de adaptação. Tanto em relação ao ambiente de trabalho e seu cargo, quanto aos demais colegas.

E, para auxiliar nesta inicialização, trouxemos os segredos das empresas que estão gerando resultados em cima de uma estratégia de integração eficaz.

Comunicação

A comunicação é a peça-chave de todo bom relacionamento, inclusive o profissional. O caminho do diálogo deve ser mantido desde a admissão e continuar durante toda a carreira do colaborador dentro da organização.

Por exemplo, se a empresa fechar um grande contrato ou aumentar as vendas significativamente, é interessante informar a novidade a todos os funcionários, incluindo aqueles que acabaram de serem contratados.

Reconhecer os responsáveis por este resultado e deixar claro a participação deles para o crescimento também é fundamental. É importante agradecer a todos os colaboradores que auxiliaram, mesmo que indiretamente.

Esta atitude de reconhecimento e gratidão agrega valor ao profissional e aumenta a aproximação entre os colegas.

Faz parte da comunicação ouvir o que os colaboradores têm a dizer a respeito de projetos, melhorias ou desconfortos. E proporcionar o bem-estar no trabalho é indispensável para criar um ambiente estável e produtivo.

Agora que você conhece a parte principal para a integração, saiba como pôr a comunicação em prática desde o início.

Para auxiliar você, nós selecionamos um exemplo de programa de interação prático, que poderá auxiliar desde o início.

Programas de integração

Como citamos anteriormente neste artigo, a parte interessante do processo de inclusão - também conhecido como onboarding de novos colaboradores - é tentar mantê-lo durante todo o tempo profissional do empregado, prezando pela conformidade de atuação, conduta, competência e dos conhecimentos individuais.

Vamos explicar os procedimentos que consideramos mais eficientes para inspirar você a criar o seu próprio programa.

Primeiro dia: antes, durante e depois

Não pense que a inicialização começa somente no primeiro dia de trabalho, pois a verdade é que existe muito a ser feito antes disso, a fim de que o novo funcionário se sinta um pouco mais confiante e familiarizado com tudo e todos, durante esta experiência.

Do mesmo modo que devem ser tomadas atitudes para auxiliar os colaboradores sobre a chegada de alguém novo na equipe, para que situações constrangedoras não ocorram e tudo seja organizado da melhor forma.

Antes do primeiro dia

Por exemplo, antes de começar efetivamente a trabalhar, no primeiro dia de trabalho do novo contratado, você deve:

  • integrá-lo sobre os assuntos gerais da empresa;
  • mostrar o local de trabalho;
  • explicar sobre a visão, a missão e os valores;
  • apresentar o nome dos colegas mais próximos com quem ele deverá manter contato com frequência; e,
  • deixar claro os horários de entrada, saída e de intervalos.

Desta forma, o empregado começa seu primeiro dia de trabalho com mais confiança e tranquilidade. Mas não pense que as funções terminam por aqui, pois é preciso dialogar com o restante da equipe sobre as novas contratações.

Isso pode ser feito com:

  • envio de um e-mail para todos os setores avisando da contratação, deixando claro as informações como o nome e o cargo do novo contratado;
  • avisos sobre quem serão os responsáveis por auxiliar o novo colega no primeiro dia;
  • preparo do local de trabalho do colaborador, mantendo todos os equipamentos necessários para o inciante.
  • Com estes pontos fica mais fácil a interação durante o primeiro dia e todos saberão como agir.

Durante o primeiro dia

Os colegas responsáveis por ajudar o iniciante necessitam explicar coisas simples que acontecerão no primeiro dia, como por exemplo, como usar a máquina de xerox, se for o caso.

O novo colaborador poderá ficar constrangido em pedir ajuda a alguém, por isso, não perguntará como proceder e, se isso acontecer, “perderá tempo” ao tentar encontrar a solução sozinho. Esse é o momento em que começa o programa de interação entre os colegas.

Isto fará com que novas amizades sejam construídas, resultando em um rápido acolhimento.

Lembre-se de que os encarregados pelo novo empregado devem ser funcionários experientes, solidários e, principalmente, motivados com o ambiente de trabalho, porque a impressão que eles passarão ao iniciante influenciará nos resultados produzidos ao longo da jornada na empresa.

Quando este cuidado não é tomado e se responsabiliza um colaborador tímido para esta tarefa de adaptação, pode-se transferir um sentimento de desconforto em quem está chegando na empresa, atrapalhando a motivação inicial e, principalmente, tornará o primeiro dia um tanto quanto cansativo e estressante.

Após o primeiro dia

O primeiro dia foi vencido com sabedoria e maestria? Mas saiba que o seu trabalho como gestor ainda não terminou: é preciso cuidar dos funcionários diariamente e, para que isto aconteça, é necessário pedir um feedback aos envolvidos e conversar com o aprendiz.

Assim você poderá entender como ele se sentiu e se ainda possui alguma dúvida sobre a empresa e como tudo funciona.

Uma ótima dica é, após a primeira semana, marcar um happy hour com todos, para celebrar as boas-vindas, tornando o objetivo desta comemoração fazer com que os funcionários aproximem-se e conversem entre si outros assuntos que não sejam os profissionais, criando um vínculo.

Avaliação do novo colaborador

Após toda a interação inicial, deve-se começar a avaliação do funcionário que está em período de experiência, para que seja possível notar o desenvolvimento dele dentro da empresa.

Não somente em relação ao trabalho, mas também em relação a equipe com que ele está envolvido, - novamente citamos a importância do feedback - para entender tudo o que está acontecendo dentro da sua instituição.

O que mais você pode fazer

Além do programa citado acima, existem alguns itens que podem incrementar a integração e auxiliar a maneira como fazer com que os funcionários possam se sentir bem com a rotina e com toda a organização.

Estes itens são:

  • apresentar a história da empresa;
  • mostrar onde a empresa quer chegar e qual o papel de cada funcionário para poder alcançar este objetivo;
  • falar sobre os benefícios oferecidos, como plano de saúde, vale-transporte, vale-alimentação, se for o caso; e
  • apresentar os canais de comunicação seguros: RH, ouvidoria, etc.

Elabore um checklist do funcionário, uma prática simples que pode servir de base para que se possa implementar este processo de integração de forma eficiente.

Envie esse documento para toda a equipe, sempre, além do próprio novo integrante. O checklist para onboarding de novos colaboradores pode conter etapas a serem seguidas, como:

  • participação de todos, inclusive do CEO (se possível);
  • esclarecer todas as informações sobre a empresa e sobre as funções que cada um desenvolve;
  • mostrar o motivo pelo qual ela se destaca das demais;
  • apresentar os colegas entre si e “quebrar o gelo” rotineiro;
  • fazer um tour pelo ambiente de trabalho com os novos funcionários para que se familiarizem com cada setor.

Acrescentando estas dicas a sua lista de atividades voltadas para melhorar o convívio entre os colaboradores e realizar uma boa admissão, você terá a comprovação de que todo o processo de aproximação valeu a pena e gerou o resultado positivo esperado!

Sua planilha foi enviada para
seu e-mail.

Caso não receba, lembre-se de conferir o SPAM ou Lixo eletrônico.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário